segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Confira o funcionamento dos serviços da Prefeitura do Recife no Dia de Finados


Neste feriado do Dia de Finados, celebrado na próxima quarta-feira (2), não haverá expediente nos órgãos da Prefeitura do Recife. Os cinco cemitérios públicos da cidade, Casa Amarela, Parque das Flores, Santo Amaro, Tejipió e Várzea, estão prontos para receber o público. Para os que querem aproveitar o feriado com outras atividades, Ciclofaixa de Turismo e Lazer estará à disposição das 7h às 16h,  e o Jardim Botânico do Recife oferece trilhas monitoradas.

Confira abaixo em detalhes o que abre e fecha nos serviços da Prefeitura do Recife:

Janela Internacional de Cinema promove mesas de debate de 2 a 4 de novembro

VIII Janela | Foto: Vitor Jucá
Em sua nona edição, festival instiga debate de temas transversais aos filmes durante as sessões com a realização de um ciclo de três mesas. Atividades acontecem no 1º andar do Cinema São Luiz, e contam com a participação de cineastas, produtores e pesquisadores.

 O IX Janela Internacional de Cinema do Recife promove um ciclo de mesas, a partir do próximo dia 2, com temas que atravessam a seleção de filmes do festival deste ano. Com duração de três dias, as atividades contemplam o conjunto de ações educativas, sob incentivo da Petrobras. 

A programação inicia, na próxima quarta-feira (2), às 16h30, com a mesa “O Que é Um Cinema Desobediente?”, composta pelos debatedores e cineastas Amaranta César, Ernesto de Carvalho e o crítico Victor Guimarães. A mediação será feita por Rodrigo Almeida, diretor e integrante da comissão de curtas do 9º Janela.

Josildo Sá celebra 10 anos do “Samba de Latada” no Clube das Pás

Foto: divulgação
Show acontece nesta sexta (4), a partir das 20h e contará com participações especiais de Irah Caldeira e do Maestro Spok
 
O cantor e compositor pernambucano Josildo Sá comemora os 10 anos do seu projeto “Samba de Latada” com grande show no Clube das Pás, nesta sexta (4), a partir das 20h. O evento contará com as participações especiais de Irah Caldeira e do Maestro Spok. O repertório será um apanhado de todos os trabalhos lançados sob a marca da Latada, com músicas como “Quixabinha”, “Cumpade zé de bina”, “Forró de mané vito”, “Nega buliçosa”, “Brincos de bela”, “Forró do poeirão”, “Pra não morrer de tristeza”, “Tem frevo na latada” e “Quer ir mais eu”.
 
O projeto “Samba de Latada”, criado em 2006, a partir de uma parceria com o clarinetista Paulo Moura, é um trabalho de grande relevância artística e cultural que, além de promover um salto na carreira de Josildo, contribuiu para diversificar os estilos do forró praticados no nordeste brasileiro. O músico trouxe de volta para a cena do forró, o formato sambado que andava esquecido desde que o chamado pé de serra tomou conta do repertório dos grandes nomes do gênero. “O projeto foi um marco na minha carreira e favoreceu ainda para que os músicos da minha geração aprendessem o valor das trocas, de não ficarem fechados apenas ao que já fazem. Paulo Moura me mostrou que a música é um leque e a partir desse contexto eu me abri para experimentar outras vertentes, e com isso ganhei o Brasil. Hoje nos locais que chego sou o rei do Samba de Latada”, comemora Josildo.

Inscrições para oficinas gratuitas de fotografia e rádio até 15 de novembro, em Olinda

Estudantes de escolas públicas, com idade entre 16 e 24 anos, podem se inscrever, gratuitamente, nas Oficinas de Rádio e Fotografia que estão sendo oferecidas na Ação Formativa Cena Brasil 2016. As inscrições para as 40 vagas acontecem em horário comercial, na Oscip Diálogos, em Ouro Preto, Olinda, ou pelo e-mail cenabrasilolinda@gmail.com, do dia 31 de outubro até 15 de novembro. Entre os critérios prioritários para participar, além de ser estudante de escolas públicas, os interessados devem ter idade entre 16 e 24  anos e estar cursando, no mínimo, o ensino fundamental. As capacitações vão acontecer em seis dias, de 21 a 27 de novembro, com uma turma de Fotografia e outra de Rádio. Ambas as atividades terão uma carga horária de 16 horas.
 
Com 20 alunos em cada turma, a Oficina de Fotografia acontece nos dias 23 e 24 de novembro (parte teórica) e em 26 e 27 de novembro (aula prática durante o evento. As aulas presenciais acontecerão das 19h às 21h e as práticas serão realizadas nos dias do Cena Brasil 2016. As Oficinas de Rádio também acontecerão na sede da Oscip Diálogos, no Centro Comercial de Ouro Preto. Serão realizadas nos dias 21 e 22 de novembro (teoria) e 26 e 27 de novembro (prática). Os horários são os mesmo das oficinas de rádio.

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

O Tempo Perguntou ao Tempo encerra Outubro do Brincar no Edf. Texas

Foto: divulgação
Tarde conta ainda com Dia do Brincar, vivência a intervenção no Pátio de Santa Cruz

Encerrando as atividades do Outubro do Brincar, o Grupo Acaso leva para o Edf. Texas trechos do espetáculo infantil O Tempo Perguntou ao Tempo, neste sábado (29), às 15h30, com entrada “Pague Quanto Puder”. A ação realizada pela empresa social Lindeza durou todo o mês, em diversos espaços do Recife, e já havia levado para o endereço uma exposição do Núcleo de Apoio à Criança com Câncer (NACC) juntamente com artistas pernambucanos. Neste sábado, além da apresentação de dança para crianças, o público poderá participar do último Dia do Brincar na Rua Rosário da Boa Vista – Pátio de Santa Cruz.

O Tempo Perguntou ao Tempo faz uma viagem pelo imaginário infantil contando pequenas histórias, de bichos e de gente, com uma trilha sonora que dá novos ares às canções populares já conhecidas do público. Lançada em 2013, a montagem é resultado de uma residência artística do Grupo Acaso em Portugal e foi realizada em conjunto com artistas locais. Alguns personagens surgem ao longo da peça para costurar as cenas carregadas também de uma linguagem teatral dramática e bem-humorada, como o sapo – uma figura caricata e malandra que aparece a todo instante -, as lesmas – sempre tentando ganhar os holofotes – e uma criança que se diverte perdida nas roupas da mãe.

Grupo mineiro Camaleão faz estreia nacional no Festival de Dança do Recife 

TraZ-humante, grupo Camaleão.
Público ainda confere ainda programação dupla no Barreto Junior. No sábado tem espetáculo gratuito na Praça do Arsenal.

O 21º Festival de Dança do Recife se despede do público neste fim de semana. Depois de uma maratona de 18 apresentações que começaram no dia 22, nesta sexta, 28, os amantes da dança poderão assistir a três produções. No Barreto Junior tem uma programação dupla com os espetáculos “Frevariando” e “Entre passos e sombrinhas”, a partir das 19h. No Santa Isabel, a noite é de estreia nacional. A companhia Camaleão Grupo de Dança, de Minas Gerais apresenta o espetáculo “Traz-humante”, às 20h. O 21º Festival de Dança do Recife é uma realização da Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife.

A programação começa no teatro Barreto Junior, com dois espetáculos dedicados ao frevo: o “Frevariando”, e o “Entre passos e sombrinhas”. No primeiro, a Cia do Frevo traz um espetáculo que agrega outras linguagens da dança à prática do frevo, inovando as movimentações, sem perder a origem dos passos. No segundo, a companhia de dança Studio Viégas trabalha dois elementos essências do frevo: o passo e a sombrinha. A coreografia tem o intuito de levar à cena, passistas que desafiam seus próprios corpos através dos passos elaborados para isso, com foco na sombrinha.

Sonora PE exalta a música e os talentos femininos na produção cultural

Elayne Bione, Sofia Freire, Mayra Clara e Marah Rúbia são
as organizadoras do evento em Pernambuco |  Foto: Alex Guterrez
Ciclo Internacional de Compositoras promoverá 8 shows e várias rodas de
diálogos no Terra Café Bar

Pela primeira vez no Recife, o Sonora - Ciclo Internacional de Compositoras vai reunir cantoras, compositoras, poetisas, técnicas, jornalistas, produtoras culturais, atrizes, e várias mulheres profissionais do setor da música para uma programação com rodas de diálogos e shows ao vivo. Os encontros acontecem hoje (28) e amanhã (29), as 18h, no Terra Café Bar, centro do Recife.

Este movimento que já ocorre em vários países, é produzido de forma colaborativa e independente com profissionais da área cultural de Pernambuco. "A ideia é estimular o fortalecimento das compositoras do estado num processo coletivo, articulando as artistas e toda uma rede de mulheres que estão envolvidas com a cultura”, afirma cantora e produtora Mayra Clara, uma das idealizadoras da edição pernambucana do Sonora.

Na programação do Sonora, foram convidadas profissionais experientes em diversas atividades. “A ideia é divulgar mulheres que desenvolvem vários papéis no setor da música, como iluminadora de palco, roadie, produtora de eventos, diretora de audiovisual, assessora de comunicação, compositora, instrumentista, intérprete, entre várias outras funções. É o momento de reunir, conhecer e trocar experiências”, comenta a jornalista e produtora do Sonora Elayne Bione. O evento contará também com a participação da Secretaria da Mulher de Pernambuco, entidade que apoia o Sonora e que estará aberta para o diálogo com as mulheres e a sociedade civil organizada, no local.

Sábado de samba e música latina na Casa Astral

Fio da Meiota | Foto: Divulgação
Nesse sábado (29), o Grupo de samba Fio da Meiota vai ser a atração no fim de tarde da Casa Astral, no Poço da Panela. A festa começa às 15h com DJ Bibiu do Pará que vai trazer músicas dançantes de toda américa latina. A festa também conta com a Lojinha Astral colaborativa reunindo produção de artistas parceiros da Casa e o Restaurante vegano Flô de Jambo, que funciona no quintal da Casa.
Fio da Meiota é formado por: Juliano Muta ( Voz); Bruno Nascimento ( Violão 7 cordas); Elton Sarmento ( Cavaco e voz); Moab Nascimento ( trombone); Jr Teles ( percussão) e Filipino ( percussão e efeitos).

Serviço:
Samba Fio da Meiota e Dj Bibiu do Pará
Sábado, 29 de Outubro
Horário: 15h às 22h
Entrada: $10 + 1kg de alimento não perecível
Casa Astral - Rua Joaquim Xavier de Andrade, 104, Poço da Panela

Informações: casaastralrecife@gmail.com/ (81) 3048.7782

Espetáculo “La Conférence Dansée” fará apresentação única e gratuita no Recife

Foto: Divulgação
A Aliança Francesa do Derby, recebe nesta segunda-feira (31), às 19h30, o espetáculo “La Conférence Dansée”, do coreógrafo e dançarino Fabrice Ramalingom/R.A.M.a, que integra a programação do FranceDanse Brasil 2016. Fabrice evocará momentos da arte coreográfica, de Luís XIV aos dias atuais, e apresentará vídeos de coreógrafos e de coreografias famosas que deram sustentação ao pensamento da dança, além de presentear o público com uma improvisação ao final. Segundo artista, não será uma peça de dança contemporânea, nem uma peça de hip-hop, mas um convite ao deslocamento. Um testemunho profundo, singular e sincero de sua relação com o corpo, com o outro, com o mundo, com o político, com o íntimo.

Concebido pela parceria estabelecida entre o Institut Français, Embaixada da França no Brasil, com o apoio do Ministério da Cultura e da Comunicação e dos parceiros locais, o FranceDanse chega ao Brasil com 16 companhias francesas formadas pela mais contemporânea geração de coreógrafos. O objetivo de “La Conférence Dansée” é oferecer aos presentes conhecimentos sensíveis e históricos para uma melhor apreciação da dança contemporânea. A entrada é gratuita e aberta ao público em geral.


Serviço:
“La Conférence Dansée”, de Fabrice Ramalingom/R.A.M.a
Segunda-feira, 31 de outubro, às 19h30
Aliança Francesa do Derby - Rua Amaro Bezerra, 466) - Recife-PE 
Gratuito
Informações: (81) 3202.6262

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Pluralidade cultural no Recife Antigo

Foto: divulgação
Arte Plural Galeria une foto, dança e artes plásticas em evento único neste sábado (29)
 
Uma tarde de muita cultura incentivando a interação entre as múltiplas expressões artísticas. É o que teremos na Arte Plural Galeria (APG), no bairro do Recife, na tarde desta sábado (29), com eventos diversificados que vão integrar fotografia, dança e artes plásticas.
 
Com o tema “fotografia como arte” será realizada uma mesa-redonda, a partir das 16h, reunindo Yêda Bezerra de Melo, Eduardo Queiroga, Maria do Carmo Nino e Fred Jordão.  Será exibido também do curta “Fotoarte”, produzido pela jornalista Patrícia Marinho e equipe da Revista SIM), com visões sobre o assunto.
 
Em seguida haverá uma performance de dança contemporânea com a bailarina Anne Costa, marcando o encerramento da exposição “O corpo de suas Escrituras”, de  Roberto Lúcio, em cartaz desde o final de setembro.  A apresentação faz uma conexão direta com a mostra, que traz o corpo humano como fonte inesgotável de experiências.

Dia das Bruxas terá comemorações no Recife e Olinda

Foto: Divulgação
Haloween no Catamaran
Nada de abóboras e bruxas voando em vassouras, a Catamaran Tours tem suas próprias assombrações. Para celebrar com estilo o Haloween / Dia das Bruxas, neste sábado (29), o Catamaran Assombrado, passeio em cartaz na programação semanal da empresa de passeios náuticos, contará com um reforço de peso entre as atrações: a feiticeira Antônia Maria, que causou grande furor no Recife no início do século XVIII, estará incluída entre as lendas e personagens presentes na aventura assombrada, que corta o centro do Recife, passando pelos pontos mais assombrados da cidade, através do Rio Capibaribe. O embarque para a aventura acontece às 20h.

Reza a lenda que Antônia Maria, com história ainda pouco conhecida, foi uma bruxa expulsa de Portugal após ter sido denunciada ao Tribunal do Santo Ofício por praticar artes mágicas e sortilégios, sendo presa em 27 de agosto de 1712. No passeio, a personagem divide a cena com lendas já bastante conhecidas entre os pernambucanos, como o Papa-Figo, o Boca de Ouro e a Emparedada da Rua Nova. A Cia Pernambucana de Arteatro, presidida pelo ator Nill Martins, é a responsável por dar vida aos personagens, utilizando a embarcação e o Recife como palco e cenário para as histórias assombradas que habitam o imaginário da cidade há anos.

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Focus Companhia de Dança do Rio de Janeiro faz mais duas apresentações nesta quarta.



Estudantes e o público em geral têm mais duas oportunidades para assistir ao espetáculo "Saudade de Mim" da Focus Companhia de Dança (RJ), no Teatro Luiz Mendonça, Parque Dona Lindu, nesta quarta (26) no Teatro Luiz Mendonça dentro da programação do 21º Festival de Dança do Recife: às 16h, e às 20h. O Festival é uma realização da Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Cultura e Fundação de Cultura Cidade do Recife.

A atriz e dançarina do Espaço Experimental de Dança do Recife, Lívia Padre, esteve presente no espetáculo desta terça e gostou do que viu. “A temática me interessou muito por esse viés mais expressivo. As músicas de Chico com a experimentação das obras de Portinari foram lindas peças”, completa.

Assistente de coordenação do Festival, Alexandre Macedo sempre foi admirador do trabalho da Focus. Para ele, a trilha foi o atrativo potencializador do sucesso da peça, que culminou com a impactante canção de Chico, “Trocando em Miúdos”. “A gente, como espectador, fica mais sensível aos problemas. O espetáculo deixa essa impressão mais evidente”.

Para o diretor do “Saudade de Mim”, Alex Neoral, vir ao Recife torna a visceralidade do espetáculo um cordão umbilical conectado à Companhia. “São 16 anos na Focus. A importância de vir para essa cidade, com uma cultura tão fortemente ligada à dança é uma felicidade para todos nós”, atesta. O diretor afirmou, ainda, que a expressão e comunicação do espetáculo foram os motes de sua escolha de linguagens. “Busquei a não obviedade de dois artistas incríveis: Chico Buarque e Candido Portinari. Música e telas. Quis trazer a paleta de cores de Portinari com o lado romântico de Chico”.

Para assistir a apresentação das 16h, os interessados devem ligar para o teatro no telefone 3355-9821. Já o espetáculo das 20h é aberto ao público com ingressos nos valores de R$ 10,00 e R$ 5,00.

SERVIÇO:
DIA 26 - QUARTA
Saudade de mim – Focus Cia. de Dança (RJ)
Local: Teatro Luiz Mendonça.
Horários: 16h (gratuita para escolas)
Classificação: Livre

Saudade de mim – Focus Cia. de Dança (RJ)
Local: Teatro Luiz Mendonça.
Horários:  20h.
Ingressos: R$10 (inteira) R$5 (meia)
Classificação: Livre

Olhar crítico sobre o espaço urbano e cultura afro nesta quinta pelo Festival de Dança

Espetáculo Majho Majhobê Olubajé | Foto: divulgação
Os dois temas serão abordados em espetáculos no Barreto Junior e Luiz Mendonça

No sexto dia do 21º Festival de Dança do Recife, o público está convidado a conferir mais dois espetáculos, nesta quinta (27). “Tijolos do esquecimento”, será encenado no Teatro Barreto Junior, às 19h, abordando questões referentes à forma de se olhar para a cidade, enquanto às 20h, o Teatro Luiz Mendonça, localizado no Parque Dona Lindo, recebe o espetáculo “Majho Majhobê Olubajé”, com muita dança e música ao vivo, numa apresentação que busca fortalecer e propagar a mitologia africana por meio da expressão artística.

A primeira atração da noite, Tijolos do esquecimento, é um espetáculo criado pela companhia Acupe Grupo de Dança. O grupo trouxe a proposta de repensar a maneira como olhamos para o espaço urbano, para a cidade, que aqui se subdivide em tantas outras, a depender da forma como é olhada. Na apresentação, o humor (ou amor) de quem a olha é que dará forma à cidade. Já no espetáculo “Majho Majhobê Olubajé”, que na tradução do idioma Iorubá para o português significa "eu danço, é assim que eu vou dançar", a noite será de muita música, executada ao vivo por vocais e percussões, mescladas com trilhas sonoras típicas de festividades afro. O espetáculo, através da música e da dança, busca representar a presença do Omulu, orixá da cura, da saúde e da transformação, fazendo uma reflexão profunda sobre obstáculos e prosperidade, sobre a vida e a morte.

O Festival de Dança segue até o domingo 29 de outubro, com espetáculos nos equipamentos culturais do município, com preços propulares. Mais informações pelo telefone 3355-3137.

Serviço:
Quinta-feira, 27 de outubro
Tijolos do esquecimento – Acupe Grupo de Dança
Local: Teatro Barreto Júnior
Horário: 19h.
Ingressos: R$10 (inteira) R$5 (meia)
Classificação: 16 anos

Majho Majhobê Olubajé – Cia. Pé-Nambuco de Dança
Local: Teatro Luiz Mendonça
Horário: 20h.
Ingressos: R$10 (inteira) R$5 (meia)

Classificação:Livre

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Nona edição do Janela Internacional de Cinema começa nesta sexta (28)

Cena do filme Hair
Festival traz 100 filmes de 21 países que formam um panorama contemporâneo e de clássicos do cinema mundial. O Janela amplia ações com exibições no Ocupe Cine Olinda, sessões especiais e presenças de diretores. Competição de longas traz oito filmes de sete países, entre eles, Eu, Daniel Blake, vencedor da Palma de Ouro em Cannes deste ano
 
O Janela Internacional de Cinema do Recife apresenta a programação integral de sua nona edição. Realizado desde 2008 por Kleber Mendonça Filho e Emilie Lesclaux, e desde o ano passado sob a coordenação de programação de Luís Fernando Moura, o festival mais concorrido da cidade está de volta, com as mostras de curtas, programa de clássicos e seleções especiais projetados em 2 e 4K, no formato DCP (Digital Cinema Package) e 35mm. De 28 de outubro a 6 de novembro, 100 filmes de 21 países, oficinas, palestras e convidados brasileiros e estrangeiros ocuparão ao longo dos dez dias dois cinemas de rua da cidade: o São Luiz, no Centro do Recife, e o Cinema do Museu, em Casa Forte. Em parceria com o Janela, o Ocupe Cine Olinda realizará sessões especiais no prédio do histórico cinema de rua olindense. O Cinema da Fundação do Derby, habitualmente uma das casas do festival, segue fechado para reforma. A nona edição do festival Janela Internacional de Cinema do Recife é organizada pela CinemaScópio Produções Cinematográficas e Artísticas, tem patrocínio da Petrobras e incentivo do Funcultura / Fundarpe, Secretaria de Cultura do Governo de Pernambuco.

Junto à grade competitiva de longas e curtas, a programação do 9º Janela terá programação especial diversificada. Entre os destaques está a mostra “Especial Shakespeare”, uma seleção de cinco longas e quatro curtas, em nova parceria com o prestigiado British Film Institute (BFI) por meio de apoio do British Council. Entre as sessões, uma exibição de adaptações silenciosas da obra de Shakespeare filmadas no Reino Unido do início do século 20, com trilha sonora ao vivo do coletivo pernambucano RUMOR, programada para o encerramento do festival. O público poderá acompanhar ainda a programação com curadoria do coletivo português Rabbit Hole, que traz ao Janela uma seleção de doze curtas-metragens, com apoio do Instituto Camões, além de novas parcerias com os cineclubes Toca o Terror, do Recife, e Cachaça Cinema Clube, do Rio de Janeiro. No Cinema do Museu, uma conversa especial com a diretora argentina Lucrecia Martel está programada para o dia 1º de novembro. Completam a lista sessões especiais de longas, curtas e clássicos, lançamento de livros, mostras convidadas e debates.

Virtuosi realiza pela quinta vez o festival de música contemporânea

Camila Hoitenga | Foto: Divulgação
O V Virtuosi XXI, festival de música, acontece de 26 a 29 de outubro no Recife com uma programação que se caracteriza pela excelência de seu repertório e de sua execução em peças contemporâneas. O Virtuosi que mantém a tradição de trazer grandes nomes internacionais para conversar com os instrumentistas locais apresentando novas peças ao vivo, este ano convida a compositora alemã Karola Obermüller e os compositors brasileiros Fernando Cerqueira (BA), Oiliam Lanna (MG), Rodrigo Lima (SP) e Marcus Varela (RN).

As palestras serão realizadas no Auditório do MAMAM começando às 09h30 no dia 27 de outubro. As inscrições gratuitas serão realizadas através do site www.virtuosi.com.br. O festival abre seis vagas para jovens compositores participarem da Master Class com a compositora alemã Karola Obermüller. Os interessados deverão seguir as instruções no site.

Concertos - O Virtuosi abre a programação gratuita de concertos no dia 26 de outubro às 19h na Ordem Terceira de São Francisco do Recife com a flautista Americana residente na Alemanha Camila Hoitenga que apresenta um recital solo com diferentes flautas desde o piccolo até a flauta baixo. Repertório formado especialmente com obras que foram escritas para a flautista, incluindo estréia mundial dos compositores Pèter Koeszeghy e Rodrigo Lima. Camilla apresenta obras de Mark Chamber, Kaija Saariaho, Anne Lebaron, Fernando Cerqueira, entre outros.

Mozart e Beethoven no programa do 8º Concerto da Orquestra Sinfônica do Recife

Foto: Lu Streithorst
A noite reserva ainda um momento especial com composição de autoria 
do Maestro Marlos Nobre

O Teatro Santa Isabel, equipamento cultural da Prefeitura do Recife, recebe o público nesta quarta (26) para o 8º Concerto Oficial da Orquestra Sinfônica do Recife. Será uma noite especial por duas razões: composições de Mozart e Beethoven estarão no programa deste concerto, com a Abertura da Ópera Don Giovanni e a Sinfonia nº 2 em Ré Maior, respectivamente, bem como uma composição autoral do regente titular da Orquestra, maestro Marlos Nobre, a peça Canticum para cordas. Um programa para acalentar os corações dos amantes da música clássica. E para assistir a este espetáculo musical não é preciso gastar nada. A apresentação é de graça, com distribuição de ingressos 1h antes do início do concerto, marcado para às 20h.

O concerto começa com a orquestra executando uma peça composta pelo maestro Marlos Nobre, regente da OSR, escrita em 2014 e baseada no movimento "Lento", do Trio para violino, cello e piano. A composição, criada para uma grande orquestra de cordas, tem um clima nostálgico e dramático, em alguns momentos, e desenvolve, criando uma ambientação mais expansiva, levando ao ponto culminante da peça, até voltar a se acalmar e dissolver-se em um pianíssimo prolongado.

Em seguida, a orquestra executa duas composições de dois nomes de peso do cenário universal sinfônico: Mozart e Beethoven. Primeiro,o público assiste a Abertura de Don Giovanni, do compositor austríaco, Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791). A peça foi executada pela primeira vez em 29 de outubro de 1787, na cidade de Praga, na República Checa, Fato curioso desta peça, é que ela foi executada apenas um dia após ficar pronta, pouco comum para a época, recebendo uma calorosa ovação do público presente.

Urbanidade é matéria-prima da artista Dulce Araujo em exposição no Bogart Café

Em “Regard Urbain”, personagens e paisagens do metro Parisiense são o foco das graphiephotos da artista, que é uma das pioneiras na arte digital em Pernambuco

A artista digital franco-brasileira Dulce Araujo volta a expor no Recife com a mostra “Regard Urbain”, no Bogart Café, em Santo Amaro, com abertura nesta terça-feira (25/10). Nesta exposição, a artista, considerada uma das pioneiras na arte digital em Pernambuco, apresenta seus trabalhos que integram a série “Autour de la Ville”, em que suas graphiephotos revelam aspectos diferentes das paisagens urbanas. Desta vez, os personagens e as paisagens do metrô de Paris, cidade onde a artista mora há mais de 40 anos, são a principal matéria-prima das obras. No primeiro dia da exposição, a partir das 18h, serão exibidos quatro títulos de videoarte da artista. A mostra ficará em cartaz até o próximo dia 25 de novembro e a entrada é gratuita.

A artista, que também é fotógrafa, intitula o formato de trabalho que estará na exposição de graphiephotos. “O resultado é uma união de artes visuais e digitais (graphie) à fotografia (photo). Há vários anos venho fazendo um trabalho sobre o lado urbano, não como fotojornalismo, mas com uma visão mais gráfica da cidade. Pictórica. O elemento banal transforma-se em arte”, explica Dulce. 

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Geraldinho Lins agita a noite em Igarassu

Cantor se apresenta neste sábado (22), no Forró do Sítio

O forró vai tomar conta de Igarassu na noite deste sábado (dia 22), a partir das 21h. O agito ocorre no Forró do Sítio Histórico, com show do cantor Geraldinho Lins, que se apresenta pela primeira vez na casa. Geraldinho Lins vai cantar um apanhado de seus maiores sucessos, a exemplo de “Amor de Sertão” e “Além do Coração”, entre outros. A festa vai ter ainda show de Diego Cabral e Shot Sertanejo.

Os ingressos têm o valor de Pista: R$ 25 (Individual), Vip: R$ 35 (Individual) e Camarote: R$ 50 (Individual). Informações e reserva pelos telefone 81 | 99153-5841. O Forró do Sítio fica na Rua Barbosa Lima, 154 - Centro, Igarassu – PE.


Orquestra das Pás celebra 52 anos com grande show no Clube das Pás



Evento acontece neste sábado (22), a partir das 21h

Os 52 anos da Orquestra das Pás serão comemorados com muita festa no Clube das Pás, neste sábado (22), a partir das 21h. Sob a regência do Maestro Ernani, o repertório da Orquestra será recheado de cúmbias, salsas, boleros, bregas românticos e sambas. Ainda na programação, se apresentam a Escola de Frevo do Clube das Pás e a Orquestra Brilhante.

A Orquestra das Pás é formada por Castanho, Jorge Costa, Paulo Maurício, Armando Fuente, Aninha Tenório, Folha Temporal, Nando Rossi, Julius César, Andreolli, Antonio Guedes, Toinho Strada, Júnior, China, Ósseas, Nado do Sax Azul e Tony.


Serviço:
Aniversário de 52 anos da Orquestra das Pás
Sábado (22) | 21h
Local: Rua Odorico Mendes, 263 - Campo Grande, Recife
Ingressos: R$ 25 (homem), R$ 20 (mulher) e R$ 15 (meia-entrada)

Informações: (81) 98543 - 7595 e (81) 98685 - 2409

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Artistas recifenses e Nacc participam de exposição no Outubro das Crianças

Foto: Divulgação
O Núcleo de Apoio à Criança com Câncer (Nacc) e o Edf. Texas unem-se ao Lindeza no próximo domingo (23), para uma exposição em homenagem ao Mês das Crianças. A ação faz parte do Outubro das Crianças, projeto que vem desenvolvendo atividades infantis e lúdicas no Recife durante este mês. A exposição vai contar com desenhos dos pequenos artistas do próprio núcleo, que estarão presentes durante o evento, além de obras de Daaniel Araújo, Simone Mendes, Clarice Freire, Ianah Maia, Java Araújo, Nathália Queiroz, Guilherme Moraes, Samuel Sabóia e Priscila Lins.
A Mostra acontece das 14h às 18h no primeiro andar do Edf. Texas e, no térreo, acontece o Dia do Brincar, com a presença de agentes do brincar para estimular jogos lúdicos, artes e contação de histórias. “A arte e o brincar têm a mesma essência. Com eles elaboramos questionamentos, sentimentos, colocamos para fora o impulso criativo e então chegamos mais perto da nossa essência. Experienciar essas duas linguagens num mesmo dia, expondo as pinturas dessas crianças e vendo elas ao mesmo tempo brincando na rua, é muito significativo”, explica Gabriela Vasconcellos, fundadora do Lindeza e arteterapeuta em formação.

Isadora Melo mostra voz e personalidade em seu primeiro álbum, Vestuário

Foto: divulgação
Uma das apostas máximas da nova safra de cantoras brasileiras, a pernambucana Isadora Melo lança hoje (20), o primeiro álbum da carreira: Vestuário. O show será no Teatro de Santa Isabel​, às 20h, com entrada gratuita. Os ingressos serão distribuídos a partir das 18h.

Aos 27 anos, sua voz é referência pela precisão e personalidade. Está presente em diversos discos da cena recifense contemporânea, cruzando fronteiras em participações na televisão, como na série Amorteamo (TV Globo) e no teatro, escalada por João Falcão para compor o elenco do musical Gabriela. Após dois anos do lançamento de seu primeiro EP (Isadora Melo, 2014), a artista já tem também na trajetória o convite para compor o time do projeto Cantoras do Brasil.

Desatando nós para uma nova roupagem da canção brasileira, com a refinada formação de bandolim, acordeon, baixo acústico e violão, a voz de Isadora é reforçada pelo acompanhamento de respeitados músicos da cena pernambucana: Rafael Marques (Arabiando e Saracotia), Julio Cesar (Arabiando), Walter Areia (ex-Mundo Livre S/A e Areia e Grupo de Música Aberta) e Juliano Holanda (Orquestra Contemporânea de Olinda) - que assina a produção do disco -, respectivamente.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Concurso Nacional Novos Poetas - Prêmio Poetize 2017

Estão abertas as inscrições para o Concurso Nacional Novos Poetas, Prêmio Poetize 2017.
Podem participar do concurso todos os brasileiros natos ou naturalizados, maiores de 16 anos. Cada candidato pode inscrever-se com até dois poemas de sua autoria, com texto em língua portuguesa. O tema é livre, assim como o gênero lírico escolhido. Serão 250 poemas classificados. A classificação dos poemas resultará no livro, Prêmio Poetize 2017. Antologia Poética.

Inscrições gratuitas
Até 05 de dezembro de 2016 pelo site: www.premiopoetize.com.br


Programação da 13º Mostra de Música Internacional de Olinda (MIMO)


Concertos, etapa educativa, Chuva de Poesia, Fórum de Ideias e cinema retornam em 2016 para Olinda, cidade-mãe do MIMO. O Festival acontece entre os dias 18 e 20 de novembro com programação inteiramente gratuita.

Festival No Ar Coquetel Molotov abre espaço para empreendedores com a "Feira No Ar"



A 13º edição do No Ar Festival Coquetel Molotov não será apenas sobre musica. Em uma parceria com o SEBRAE e SENAC, o Coquetel abriu espaço para artistas e empreendedores de moda, decoração e designer exporem os seus produtos na próxima edição do festival que acontece no próximo sábado (22), a partir das 13h, na Coudelaria Souza Leão na Várzea.

Um grande pavilhão, ao lado do Som Na Rural será montado pra receber  grandes marcas de Recife e de outros estados. Acre de Cassio Bonfim com a sua coleção EXU MOTOBOY, Brinda, Phytoplankton – Estamparia Criativa, Amanda Taróloga e Robot Rock são alguns dos mais de 40 expositores que fazem parte da Feira No Ar que este ano também ofereceu capacitações para os empreendedores envolvidos. A todo, foram três cursos de “Fotografia para e-commerce”, “Preço final de vendas” e “Embalagem para produtos artesanais”.

Temos um público especial, formador de opinião, e esse espaço é uma ótima oportunidade para os novos empreendedores em termos de visibilidade, relações públicas e comunicação”, afirma o curador da feira, Nestor Mádenes.

Skol apresenta: 
FEIRA  NO AR 
Recife (PE) – Coudelaria Souza Leão - 22/10
 Venda oficial: Sympla - www.sympla.com.br
Mais informações: (81) 30480558


Sevy Nascimento faz show de lançamento do CD “Tríade” nesta sexta (21) no Teatro Boa Vista

Foto: Lucas Hero
Apresentação reunirá grandes nomes do forró pé-de-serra pernambucano

O Teatro Boa Vista recebe nesta sexta-feira (21) a cantora Sevy Nascimento, para o lançamento do seu mais novo álbum, intitulado “Tríade”. No show, de mesmo nome, a artista estará acompanhada dos violonistas Isaac Sete Cordas e Silvio Romero Júnior e das percussões e efeitos de Marquinhos Lima, Fábio Lima  e Cesinha. A apresentação, às 20h, reunirá ainda grandes nomes do forró-pé-de-serra pernambucano, entre eles: Luizinho de Serra, Bia Marinho, Beto Hortis, Ari de Arimatéa e Ivan Ferraz.

Durante o show, além do repertório gravado, Sevy Nascimento, que tem 25 anos de carreira, cantará pérolas do cancioneiro universal e terá também a participação especial do poeta cordelista José Evangelista, recitando o famoso cordel “Luiz Gonzaga, O Cantor do Século”. A cantora rompe com paradigmas e introduz, à sua bem definida linha regional, clássicos consagrados de outros gêneros musicais, como: “Concerto Para Uma Voz”, de Saint-Preux, e o choro “Brasileirinho”, de Waldir Azevedo.

No repertório, uma sonoridade equilibrada ao som de xote, baião e coco, regado às canções do Rei do Baião, Luiz Gonzaga, e do Rei do Ritmo, Jackson do Pandeiro, presentes nos acordes para lá de ousados da dupla de violonistas na eclética apresentação musical. O CD “Tríade” conta com 12 faixas, com composições de Sevy Nascimento e algumas parcerias como as de Bia Marinho, Anchieta Dali, Maciel Melo, Xico Bizerra, Isaac Sete Cordas, João Santana, Manuel Oliveira, Cláudio Mota, Luiz Carlos Dias, Silvio Rodrigues, Norberto Rodrigues, Reinivaldo Pinheiro e Nõe de Jó Patriota, além de participações especiais de Santanna, Greg Marinho, Fofão (teclado) e dos sanfoneiros Beto Hortis e Luizinho de Serra.
 
Serviço:
Show “Tríade”, com Sevy Nascimento
Sexta-feira (21), a partir das 20h
Teatro Boa Vista (rua Dom Bosco, 551, Boa Vista, Recife. Ao lado do
Colégio Salesiano)
Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia), à venda na bilheteria do teatro

Informações: (81) 2129-5961

terça-feira, 18 de outubro de 2016

O samba original de Pedro Miranda na Caixa Cultural

Foto: Divulgação
Oitava atração do Samba de Bamba, o carioca se apresenta dia 25 de outubro, com repertório eclético

Cantor, compositor, percussionista e ator, Pedro Miranda é o oitavo convidado do projeto musical Samba de Bamba, dia 25 de outubro, às 20h, no Teatro da Caixa Cultural. O projeto, com patrocínio da Caixa, realiza, até dezembro, uma série de dez shows com os expoentes da nova geração do samba brasileiro. Os ingressos têm preços populares, a partir de R$ 10 (serviço abaixo).

Acompanhado de Rafael Mallmith (violão de sete cordas), Eduardo Neves (sopros), Luís Barcellos (cavaquinho e bandolim), e do percussionista Beto Cazes, o carioca apresenta repertório que mescla sambas de sua memória afetiva com músicas autorais. Vai mostrar ao público as canções gravadas no seu mais recente disco Samba Original (2016) e relembrar alguns sambas dos seus dois primeiros álbuns: Coisa com coisa (2006) e Pimenteira (2009). Esse último, aliás, foi considerado por Caetano Veloso como uma coleção de obras-primas. 

Teatro Marco Camarotti recebe minitemporada do espetáculo de dança “Cárcere”

Foto: Tially Lima
A montagem, inspirada na época da ditadura militar, é apresentada
gratuitamente neste fim de semana
 
Falta de liberdade e repressão, inclusive, com violência. É abordando fatos políticos ocorridos no Brasil, na época de ditadura militar, indo até a atual situação do país, que o Grupo Corpore de Dança, do Sesc Piedade, apresenta o espetáculo “Cárcere”. Dirigido por Ivana Motta, a montagem entra em minitemporada no Teatro Marco Camarotti, nesta sexta-feira (21) e sábado (22), às 20h, e no sábado (23), às 19h. A entrada é gratuita.
 
Falar do contexto histórico da ditadura é um dos motes para gerar reflexões sobre os cárceres de hoje, que nos colocam face a outros tipos de violência, individual e coletiva. São violências menores? Menos explícitas? O espetáculo instiga a pensar e sentir uma das coisas que todos nós queremos deixar escondido. Em que prisão eu me encontro?”, explica Ivana.
 
Com 45 minutos de duração, a montagem é formada pelas bailarinas Débora Freitas, Graci Costa, Ildete Mendonça, Luara Mendonça, Milla Flor e Vitória Mendes. A dramaturgia corporal é assinada por Ivana Motta e Almir Martins e o figurino e adereços, por Maria Agrelli.  A classificação é de 12 anos.
 
Serviço:
Espetáculo Cárcere
Sexta (21) e sábado (22), às 20h, e domingo (23), às 19h
Teatro Marco Camarotti - Sesc Santo Amaro

Entrada Gratuita

Banda Sinfônica do Recife celebra 58 anos com concerto no Teatro Santa Isabel

Foto: Inaldo Lins/PCR
A apresentação comemorativa é nesta quarta e será o 8º concerto oficial da temporada.

Nesta quarta (19) o 8º concerto oficial da Banda Sinfônica do Recife será ainda mais especial. Na ocasião, a Banda celebra seus 58 anos, completados no dia 7 de outubro, com um concerto de aniversário. No programa, a BSR executa, entre outras obras, composições de artistas da terra como, Leão do Norte, de Lenine, Valsa Verde, de Capiba, com arranjos especialmente criados para a data de aniversário. O público confere este concerto especial às 20h. A entrada é gratuita e os ingressos serão distribuídos 1h antes do espetáculo na bilheteria do teatro Santa Isabel, equipamento cultural da Prefeitura do Recife.

O concerto de aniversário começa com a peça A Little Concert Suite, do compositor norte americano, Alfred Reed. A suite tem como característica a prática de reunir vários pedaços menores independentes e contrastantes de música, aqui com Intrada, Siciliana, Scherzo e Gigue. Na sequencia, a banda executa In the Steppes of Central Asia, do compositor russo, Alexander Borodan, uma peça composta em 1880, para celebrar o aniversário de 25 anos de reinado de Alexander II, da Rússia.

Em seguida, a Banda Sinfônica do Recife, toca duas músicas dos compositores pernambucanos, Lenine e Capiba, com arranjos especiais criados para esta celebração. Primeiro Lenine, com a composição Leão do Norte, música emblemática que retrata e exalta valores da cultura pernambucana. Do mestre Capiba, a BSR toca Valsa Verde, uma composição de 1932, ano em que o músico já era reconhecido como um compositor de talento, membro da Jazz Band Acadêmica, de Recife. A apresentação segue com as peçasLassus Trombone, de Henry Filmore, o medley Great Themes from italian movies, finalizando com Malagueña, de Ernesto Lecuona.

Serviço:
Concerto de aniversário da Banda Sinfônica do Recife
Quarta-feira, 19 de outubro
Teatro Santa Isabel Praça da República, s/n - Santo Antônio
20h
Entrada franca
Mais informações: 3355.3326


quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Olinda terá noite de tributos ao músico nigeriano Fela Kuti



A quarta edição do Fela Day PE será realizada no dia 15 de outubro, às 19h, n’A Casa do Cachorro Preto
 
Pernambuco vai celebrar pelo quarto ano, em Olinda, o FELA DAY. Este evento acontece em várias cidades do mundo em comemoração ao nascimento do músico nigeriano Fela Kuti. A festa está marcada para o dia 15 de outubro, sábado, n’A Casa do Cachorro Preto, a partir das 19h. Este ano as atrações são os DJ Soma e Vinícius Leso e o projeto Abeokuta Djset, do músico e pesquisador Jedson Nobre. A entrada custa R$ 10, à venda no local.
 
De acordo com Jedson Nobre, organizador do evento, o FELA DAY no Brasil é realizado pela Articulação Nacional Fela Kuti. “Várias cidades do Brasil como Salvador, São Paulo, Rio de janeiro e Porto Alegre participam. O movimento tem com objetivos a discussão e fortalecimento do Afrobeat no Brasil e a data do nascimento de Fela Kuti, 15 de outubro, não poderia passar em branco. Nesta época, ativistas, músicos, artistas e coletivos se juntam e fazem festas e atividades”, explica Jedson Nobre.
 
Jedson Nobre é um dos membros e fundador da Abeokuta Afrobeat, primeira orquestra do gênero em Pernambuco. Suas apresentações musicais como o Abeokuta Djset vão além do Afrobeat difundido na Nigéria, apresentando ainda outros estilos musicais do continente africano como o Highlife, Juju Music, Ethiojazz, Sakpata, Sato, Agbadja, Tchenkoumé e Cavacha, estes de países como Ghana, Benin, Mali, Togo, Angola e Etiópia.
 
O baixista da Abeokuta é um grande admirador de Fela Kuti e decidiu colocar uma antiga vontade de trabalhar com música africana em prática após uma viagem ao Rio de Janeiro em maio de 2012. Na ocasião, conheceu o baterista Tony Allen e o guitarrista OgheneKolgbo - ambos ex-parceiros e integrantes da Africa 70 de Fela Kuti. Jedson ainda participou de uma jamsession com B. Negão, André Sampaio e Abayomy Afrobeat Orquestra.
 
Legado de Fela Kuti - Como precursor que foi, Fela Kuti inspirou artistas em todo o mundo a se movimentar e expor seus ideais.  Ao mesclar jazz, funk e percussão africana para conceber o ritmo que elevaria a música africana a um patamar contemporâneo, repleto de swing e críticas sociais, o multi-instrumentista Fela Kuti ganhou o mundo como enérgico e consciente afrobeat, por volta dos anos 60. As letras que passeiam entre o iorubá (dialeto africano) e o inglês deram a luz a um novo conceito musical.
 
Serviço
Fela Day, com Abeokuta DJset, DJs Soma e Vinicius Leso
15 de outubro (sábado) | 19h
A Casa do Cachorro Preto (Rua 13 de Maio, 99, Olinda-PE)
R$ 10

Mais informações: (81) 98596-5056