quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Festival No Ar Coquetel Molotov traz uma programação com mais de 12h de shows

A banda norteamericana Thee on Sees integra o line up do festival
Foto: Divulgação
Considerado um reflexo do que existe na vanguarda musical independente pelo Brasil e pelo mundo, o festival No Ar é super aguardado pelo público do Recife a cada ano, atraindo ainda gente de diversas regiões do país.Com atrações como os grupos Carne Doce (GO), Omulu (RJ), Cosmo Grão (PE), Juveniles (França), Mahmundi (RJ), Sofia Freire (PE), The Raulis (PE), Thee Oh Sees (EUA) e Tono (RJ) com Ney Matogrosso, a 12ª edição do evento acontece neste sábado (31), na Coudelaria Souza Leão, no bairro da Várzea, com shows em dois palcos, uma feira cultural com diversos expositores, uma reunião de food trucks e interações artísticas com convidados especiais.

Os portões da Coudelaria abrem às 13h e mesmo antes da música rolar, quem chegar cedo poderá conferir as ofertas dos stands da Feira Cultural e circular pelo local que terá atividades diversas de entretenimento. Por ser realizado em uma área verde, o festival ainda realiza ações de compensação ambiental visando a sustentabilidade, a exemplo da adoção do "Meu Copo Eco" que diminui a necessidade de copos descartáveis e resíduos.

Atrações - Uma das principais atrações do festival No Ar 2015 é a Thee Oh Sees, banda de San Francisco, formada por John Dwyer, músico que foi integrante de diversos grupos, entre os quais, Coachwhips, Pink and Brown, Yikes e The Hospitals. O som do grupo é de rock garageiro, já tendo oito discos lançados e participações em festivais como South By Southwest e Primavera Sound.

A segunda atração internacional convidada para esta edição do festival é o duo francês Juveniles. O duo, com sua linguagem eletro-pop em primeiro plano já foi ouvido em diversos países e idiomas diferentes. Juveniles lançou seu CD homônimo de estreia em 2013 após uma série de elogiados singles e EPs, a exemplo de "We Are Young", debut do grupo em 2011.

5ª Edição da Casa Viva começa em novembro

Foto: Divulgação
As designers da Dua.s Design e as irmãs Rafaella e Marianna Leal, da Fattoria Design, apresentam suas peças na loja

A itinerante Casa Viva, que funciona em períodos específicos, aporta no dia 4 novembro e segue até a data 30 de dezembro, no Espinheiro. Comandado pela jornalista e empresária Vivian Lima, a quinta edição do projeto traz peças exclusivas sobre decoração, moda e arte. A versatilidade dos produtos, que podem ser usados em diversos ambientes da casa, ao gosto do cliente, é um dos diferenciais da loja.
Nesta temporada, o destaque é para o estilo Boho, uma mistura de várias tendências, como hippie, étnico, vintage e romântico. Os vasos com plantas em todos os tamanhos também ganham espaço. Além dos cestos naturais, deixando o ambiente mais despojado, outra aposta é o resgate do macramê em painéis e suportes. No âmbito das cores, o amarelo, a cor da felicidade, terá combinações com cinza e azul. “A relação das pessoas com as cores tem mudado a cada temporada, elas estão ousando mais, misturando e vendo que o belo não é apenas o clássico preto e branco, ou tons pastéis. As estampas geométricas e florais estão sempre em alta”, declara Vivian.
Cerca de 20 marcas, de arquitetos e designers locais e nacionais participam desta edição. O cenário da CV é diversificado e conta ainda com variadas peças como almofadas, fotografias, quadros, móveis, bandejas, vasos, livros, sapatos, e ilustrações. Entre as novidades para 2015 estão as tendências usadas por arquitetos renomados e o “handmade”, peças feitas à mão com toque contemporâneo, movimentam a loja pop up store. “A ideia é reunir marcas e artistas brasileiros, aproximando as criações dos consumidores, e assim difundir os inúmeros talentos autorais. A Casa Viva tem em média 60 dias. Colocamos este tempo para que as pessoas conheçam e experimentem os produtos da loja. Essa experiência é muito importante para o cliente”, afirma a empresária.
Entre as presenças confirmadas está a linha da D.uas Design, com almofadas e cadeiras, que volta com mix de estampas alegres e despojadas. A Fattoria Design, comandada pelas irmãs Rafaella e Marianna Leal, também retorna a Casa Viva e apresenta sua coleção de estofados felpudos, em veludo, camurça e suede. A seleção das marcas da loja é feita através de feiras e eventos que a empresária visita, além de arquitetos e designer que se candidatam, porque se identificam com o perfil da CV.
Casa Viva - A loja Casa Viva estreou em novembro de 2013. Durante quatro dias em Boa Viagem, exibiu criações próprias, azulejos da artista carioca Cris Conde e as marcas paulistas de objetos Ó Design, Eleonora Hoshino e Paralela Gift. Em 2014, na 2ª edição, a CV reuniu 08 marcas, na 3ª temporada foram 15. A tendência vem ganhando força no varejo brasileiro e no Recife. A novidade é bem difundida por marcas mundiais como Gucci e Nike, e propõe ambientes decorados com peças diferenciadas e funcionais a qualquer espaço.
Serviço:
5ª edição Casa Viva
De 4 de novembro até 30 de dezembro
Rua da Hora, 497 – Espinheiro (junto à Zepelim),
Segunda à sexta das 09h às 18h e ao sábado das 09h às 17h.


terça-feira, 27 de outubro de 2015

Roberti, Furlan, Sereno e Sganza no mesmo palco: show acontece na Rouge nesta quinta (29)

Edu Sereno (atrás), Bruno Roberti, Pablo Sganzerla e Andrei Furlan (da esquerda para a direita)
Foto: Divulgação
Quatro cantautores paulistas da nova geração da música brasileira em um espetáculo único, percorrendo cinco capitais do nordeste brasileiro. Essa é a receita da turnê que será realizada entre outubro e novembro de 2015 pelos amigos Andrei Furlan, Bruno Roberti, Edu Sereno e Pablo Sganzerla (Sganza). No Recife, o show acontece na Rouge, em Casa Forte, nesta quinta (29), às 21h.

O repertório traz um pouco dos trabalhos de cada um, mas com uma nova roupagem influenciada pela mistura das quatro personalidades. Edu Sereno já se apresentou no Recife e Bruno Roberti mudou para cá no início desse ano. Os outros dois fazem show em Pernambuco pela primeira vez, a convite do “novo” pernambucano. “Já me sinto à vontade na cidade a ponto de querer apresentá-la aos meus amigos, além de ser um prazer estar com eles no palco”, conta Bruno.
Juntos no palco pela primeira vez, os artistas apresentam um espetáculo novo, interagindo e interpretando suas canções de maneira intimista, somando suas diferentes dicções, linguagens e caminhos musicais. A ideia do show surgiu da necessidade dos artistas da cena independente de São Paulo compartilharem sonoridades entre si e com isso conhecer outros artistas por onde passam, firmando parcerias musicais, shows, projetos e sobre tudo amizades.

Confira a agenda de shows:
João Pessoa
Vila do Porto
28 de Outubro - Show às 21h
Inteira - R$ 20,00 / Meia - R$ 10,00.
Praça de São Frei Pedro Gonçalves, 08
Recife
Rouge Casa Forte
29 de Outubro - Show às 21h
Inteira - R$ 20,00 / Meia - R$ 10,00.
Praça de Casa Forte, 570 - Casa Forte

Aracaju
Bistrô do Artista
31 de Outubro - Show às 21h
Inteira - R$ 20,00 / Meia - R$ 10,00.
Av. Cecília Meireles, 456 - Inácio Barbosa


SalvadorSESI Rio Vermelho
2 de Novembro - Show às 20h
Inteira - R$ 20,00 / Meia - R$ 10,00.
Rua Borges dos Reis, 9 - Rio Vermelho

Festival No Ar promove Oficinas e Debates em Diversas Áreas

O Festival No Ar Coquetel Molotov deu início a sua semana de formação e reflexão com uma programação de oficinas e debates no Recife e Olinda. Nos dias que antecedem a programação de shows, o festival leva também à Aeso - Barros Melo o workshop “Midialivrismo e Cobertura Colaborativa” ministrada por Vanessa Cabral do Fora do Eixo e Pós-TV. A oficina acontece nos dias 29 e 30 de outubro das 14h às 17h e aborda a ação midialivrista por meio da realização de atividades de formação com um debate sobre a dinâmica das redes sócias e noções de distribuição de conteúdo.
Uma nova lógica colaborativa de compartilhamento emerge como premissa e ferramenta, num século XXI cada vez mais digital. Ela nasce conectando jornalistas, fotógrafos, videomakers, designers, e possibilitando acima de tudo a troca de tecnologias e experiências entre todos os envolvidos, em tempo real, em qualquer parte do mundo. Esse processo fomenta e forma um conjunto cada vez maior de agentes midialivristas, e de pessoas interessadas em compartilhar experiências e construir sua própria narrativa.
A oficina busca ampliar a ação midialivrista por meio da realização de atividades de formação com um debate sobre a dinâmica das redes socias, reuniões de pauta, noções de distribuição de conteúdo e pra finalizar a realização da cobertura colaborativa da edição deste ano do Festival No Ar Coquetel Molotov. O objetivo da oficina é criar e executar um plano de cobertura para ser aplicado ao longo do festival, considerando as experiências de cada um dos participantes nas áreas de fotografia, vídeo, redação, rádio e redes sociais.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Café Preto repete show na Rouge

Foto: divulgação
Manter a inspiração jamaicana e explorar elementos pop globais. Este é o universo que permeia o trabalho que a banda Café Preto - capitaneada pelo cantor Cannibal - reapresenta na  Rouge, em Casa Forte, nesta quarta (28), a partir das 21h30. O ingresso pode ser adquirido no local e não há cobrança extra para reservas de mesas. Outras infos podem ser obtidas pelo número 9 9999.2943.

Além das canções do primeiro álbum da Café Preto, o show inclui um passeio em outras searas musicais como uma versão de “Preciso me encontrar”, clássico do cancioneiro popular brasileiro de autoria de Candeia imortalizada na voz de Cartola que ganhou nova roupagem DUB na versão da Café Preto. Além desta, a banda também irá entoar “Gostoso demais” (Nando Cordel), “Boa Vista” (Trindade Club) e “O Samba” (Nanica Papaya). O show será executado por Cannibal com Pierre Leite (teclados) e a banda de apoio Eric (Baixo), Marquinhos (Guitarra), Christiano Lemgruber (Bateria) e DJ  Beto. Bruno Pedrosa, integrante oficial do trio original formado por Pierre e Cannilbal, está no Rio de Janeiro compondo bases para o próximo CD - Café Preto, Volume 2.

Em breve, a Café Preto deve anunciar o lançamento de um compacto LO-FI em vinil do novo disco. A previsão é que a nova obra ganhe registro de doze canções, das quais oito serão escolhidas para compor a versão final do disco. Lançado em agosto de 2012, o primeiro disco da Café Preto teve um excelente retorno de público e crítica. Durante este período, o disco foi apresentado nas praças de Pernambuco e São Paulo e obteve críticas positivas de veículos como Folha de São Paulo, Rolling Stone e Carta Capital.

Café Preto - Cannibal explica que o projeto já estava em curso quando a Devotos estava em turnê internacional. Ao pernoitar na Eslovênia, o garçom perguntou a ele se não desejaria um Black Coffee. O músico gostou da sonoridade das palavras e resolveu batizar assim o projeto. O aportuguesamento do nome aconteceu através de uma conversa informal com Jorge Du Peixe que apostava no bom e brasileiríssimo pretinho básico. Vai um Café Preto aí?

Serviço:
Show da Café Preto
Creperia Rouge - Praça de Casa Forte, 570.
Quarta-feira, 28 de Outubro
21h30
R$ 20,00 (vendas no local)
Informações: (81) 9 9999.2943.

Haverá venda de Camisas ( R$30), CD (R$20) e Vinis (R$60) do grupo no local

PUBLIQUE-­SE! Festival de Publicação Independente começa amanhã

A Livrinho de Papel Finíssimo Editora preparou com muito apuro a programação do PUBLIQUE-­SE! Festival de Publicação Independente, que acontece entre os dias 27 de outubro e 01 de novembro de 2015, no Museu da Cidade do Recife - MCR. As atividades foram pensadas para públicos com necessidades diversas e acontecem das 9 da manhã até a noite. O projeto conta com incentivo do Funcultura - Fundo de Incentivo à Cultura de Pernambuco.
Diante do grande crescimento da publicação independente no Brasil, das também crescentes dificuldades de posicionamento de mercado que enfrentam as pequenas editoras e da importância dessas editoras para a bibliodiversidade surgiu este projeto. Primeiro encontro realizado no Nordeste voltado especialmente para o tema, o PUBLIQUE-SE! pretende criar um ambiente em que artistas, editores e autores, além do público interessado, possam vivenciar esse mundo de modo intenso.
A programação (festivalpubliquese.com.br/programacao) envolve temas que interessam ao campo editorial independente, com atividades de formação, exposição, feira e ateliêde publicação. O Museu vai se transformar em um ambiente editorial com acesso gratuito ao público. O mote principal do PUBLIQUE-SE! é a autopublicação, ou publicação independente, desde a criação ao escoamento da produção. Para tanto, foram concebidos espaços para a reflexão e a prática, mas também o encontro e a troca de saberes entre elos de toda a cadeia produtiva do livro autoral.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Ayrton Montarroyos: a voz entre o antigo e o novo

Foto: Beto Figueiroa
Destaque na quarta temporada do The Voice Brasil, o talento pernambucano faz show dias 24 e 25 na Rouge Creperia, em Casa Forte, Zona Norte do Recife 

Sob o rosto de menino adolescente, olhos expressivos e cabelos revoltos, esconde-se uma voz gutural, encorpada e forte, marcada por uma entonação e uma forma de cantar que remetem a gerações atrás. No entanto, longe de soar “velho” e anacrônico, o recifense Ayrton Montarroyos é um achado que pulsa o “novo”, aquilo que se vislumbra de mais completo em termos de um elo geracional entre a antiga e a atual música popular brasileira. Destaque na quarta temporada do The Voice Brasil, o talento pernambucano faz show dias 24/10, às 21h30, e 25/10, às 20h, na Rouge Creperia, em Casa Forte, Zona Norte do Recife. Os ingressos para mesa custam R$ 200 (para 4 pessoas). Informações e reservas pelo fone: (81) 3040.2552.

Profundo pesquisador de pepitas da era de ouro do rádio entre os anos 1940 e 1950 e dos famosos festivais de música dos anos 1960 - de canções de Dalva de Oliveira, Ângela Maria, Chico Buarque e Cauby Peixoto -, Ayrton também se posiciona junto à novíssima geração da MPB. Parceiro e amigo dos pernambucanos Ylana Queiroga e Zé Manoel e do gaúcho Filipe Catto, entre outros artistas brasileiros contemporâneos, o jovem de 20 anos mantém um estreito diálogo afetivo e relação intensa de permuta criativa com músicos de projeção recente na cena brasileira.

Ayrton começou muito cedo a se descobrir nesse “entrelugar”, numa zona de transição entre o passado e o futuro, da música. Prodígio, ele ouvia, desde os cinco anos de idade, um repertório incomum para crianças de sua idade: passeava por canções românticas e de tom dramático de Dalva de Oliveira até a chanson française de Mireille Mathieu e Edith Piaf, passando ainda por Orlando Silva, Cauby Peixoto, Claudette Soares e Dick Farney. Todas canções antigas, que ele resgatava do acervo de de sua avó, Célia Montarroyos, ex-funcionária da mítica gravadora Rozenblit, do Recife.

“O primeiro álbum que ouvi foi uma coletânea de Dalva de Oliveira e, para mim, era a cantora do momento. Eu comentava com as crianças no colégio, e elas ficavam sem entender. Passei dois anos escutando só Dalva”, lembra Ayrton, que, além de criado pela avó, sempre viveu em uma família de vocação musical. Mais tarde, a tia-avó Cirleide Montarroyos incentivaria o garoto a seguir com a música como uma vocação e a, principalmente, não sentir vergonha diante de seu gosto musical diferente.    
 

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Coco Bongo - Caribbean Disco Party anima o sábado no Recife Antigo

Inspirada na boate mexicana Coco Bongo, a festa Caribbean Disco Party acontece pela primeira vez no Recife, neste sábado (17), no Bar Sabor do Antigo. A noite temática com programação cultural tem início às 22h.

A Festa contará também com Performances ao vivo com dançarinos e Djs especialistas em fazer o público dançar: Dj Daya (Ziriguidum), Dj Lestath (3 Na Ladeira), Pauliño Nunes (Inca Sessions,Voyeur, Ziriguidum), com participação especial do Dj Barba (da festa Só serve pra Dançar). A balada terá shots de bebidas, pratos temáticos, o melhor da Música latina e sons brasileiros como tropicália, samba rock, clássicos do rock e do pop. Tudo para não deixar ninguém parado.

A idéia é proporcionar ao público uma noite de diversão para quem curte os ritmos latinos e adora dançar. Para entrar totalmente no clima, os organizadores recomendam que o público se vista a caráter, com trajes que remetam às noite caribenhas.

Serviço:
Coco Bongo/Caribbean Disco Party-A festa Caribenha da diversão
Sábado, 17 de Outubro
22h
Bar Sabor do Antigo - Rua da Guia, 89, 50030-210, Recife Antigo.
Ingressos: R$ 15,00
Informações: (81) 9-8704-5450

Matinê com Tagore e Thiago Pethit em prévia do Festival No Ar Coquetel Molotov

Thiago Pethit volta ao Recife com o show Rock,n Roll Sugar Darling
Foto: Jean Franco
Neste sábado (17), o festival No Ar Coquetel Molotov segue com sua programação de prévias com a festaHypeness, apresentando shows com Twanny, Tagore e o cantor Thiago Pethit. O evento acontece no Estelita a partir das 15h e conta ainda com discotecagem dos djs Rapha Maia e Cortz. Os ingressos já estão à venda e custam R$ 40,00 pelo site Eventick. Combinando com o clima do No Ar, a Hypeness vai transformar o Estelita em palco para um mini-festival com várias atrações num clima relax à tarde com atividades que vão além dos shows. A Hypeness é uma realização em parceria da Voltz Entretenimento e BlackTie Produtora.
Atrações - O paulistano Thiago Pethit volta ao Recife na festa Hypeness para apresentar a turnê de seu novo álbum "Rock'n'Roll Sugar Darling" lançado no final do ano passado. Este é o terceiro disco do cantor, sendo lançado de forma independente com grande aclamação por crítica e público.
Entre referências diretas e adaptações sutis no disco estão Lou Reed, Iggy Pop, David Bowie e outros veteranos do Rock maquiado dos anos 1970. Seu novo show é “afetado, safado, cretino” como um personagem da época que tanto o inspira. Thiago Pethit desfila expressivo, ambientando com naturalidade o ouvinte ao passado recente que move o disco.
Após circular por boa parte do país no ano passado lançando seu disco "Movido a Vapor",Tagore e sua banda já cativaram um espaço interessante no cenário musical pernambucano. Em sua música, ele funde a explosão melódica dos Beatles com as emboladas psicodélicas do Udigrudi pernambucano dos anos 70 ainda com pitadas de The Doors, Rolling Stones, Tom Zé e Raul Seixas. Em 2013, ele venceu o festival Pré-AMP e teve o clipe da música "Poliglota" premiado no 14º FestCine.
Trabalhando em seu projeto solo há cerca de um ano, a recifense Twanny reuniu amigos que compartilham da sua afinidade com a música para criar uma proposta que fugisse do lugar comum. A cantora tem como referência nomes da música pop com influência do indie e dance-pop. A banda faz uso da tecnologia para enriquecer a experiência ao vivo com batidas eletrônicas, sintetizadores, samples e distorções para roupagens modernas em suas músicas.

Serviço:
Hypeness - Shows com Thiago Pethit, Tagore e Twanny | Djs Rapha Maia e Cortz
Sábado - 17 de outubro - 15h às 22h
Estelita - Av. Saturnino de Brito - Cabanga
Ingressos:R$ 40,00
Mais informações:http://www.eventick.com.br/hypeness-estelita-com-thiago-p

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Festival Internacional de Dança do Recife chega à 20ª edição

Grupo Corpo - Suíte Branca / Foto: José Luiz Pederneiras
Companhia da Eslováquia e grupos nacionais e locais integram programação que vai de 17 a 25 de outubro

Chegou a hora do Recife se render à magia da dança. De 17 a 25 de outubro, a capital pernambucana sedia o 20º Festival Internacional de Dança do Recife, com realização da Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Cultura e Fundação de Cultura Cidade do Recife. Para o público, o 20º FIDR vai representar uma agenda de nove dias com 24 apresentações, entre elas, a da Debris Company (Eslováquia), do Grupo Corpo (MG), a Quasar (GO) e a Compassos Cia. de Dança (PE).

A coletiva com os detalhes do festival foi realizada nesta terça-feira (06), no Teatro Hermilo Borba Filho, no bairro do Recife, e contou com a presença do presidente da FCCR, Diego Rocha, do gerente de Artes Cênicas Romildo Moreira, da gerente de Dança e coordenadora do FIDR, Mônica Lira, e de representantes da Secretaria de Cultura do Estado, Fundarpe e de integrantes do movimento de Dança do Recife.

O presidente, Diego Rocha, destaca que para a gestão eventos como o FIDR são imprescindíveis e que há o compromisso para que eles aconteçam. “A Prefeitura entende que os festivais são, além de bons para o público, fundamentais para que os artistas da cidade possam se manter atuantes. Por isso, o uso do edital, para que todos possam participar e uma grade que privilegia as produções feitas aqui. O 20º FIDR será uma grande festa com mais de trinta apresentações, durante nove dias”, afirmou.

A parceria entre os artistas, a sociedade civil e a PCR se mostrou o diferencial da realização do festival este ano, segundo a coordenadora Mônica Lira. “Estamos muito felizes com o resultado final do FIDR. Abrimos o canal de diálogo com a categoria que contribuiu para o formato do festival. Também ressalto a questão do edital, o que trouxe transparência à programação montada e que resultou numa seleção do que se faz de melhor hoje em termos de dança no Brasil e em nosso Estado”, destacou.

Começam inscrições para o Concurso de Agremiações Carnavalescas 2016 do Recife

Concurso conta com 11 modalidades e as inscrições seguem até o dia 23 de outubro

De 13 até 23 de outubro estão abertas as inscrições para os interessados em participar do Concurso de Agremiações Carnavalescas do Carnaval 2016. Aquelas agremiações que se enquadrarem nos critérios estabelecidos no regulamento, devem levar a documentação necessária, presencialmente, ao Núcleo de Cultura Cidadã localizado na Casa 39, do Pátio de São Pedro, bairro de São José. O horário de atendimento será das 8h às 16h, mas é preciso observar o calendário com o dia em que os representantes de cada modalidade devem comparecer para efetuar sua inscrição (ver calendário abaixo). A realização é da Prefeitura do Recife através da Secretaria de Cultura e Fundação de Cultura Cidade do Recife.

O regulamento do Concurso de Agremiações Carnavalescas do Recife pode ser acessado na página da Secult. A iniciativa é uma forma de valorizar as manifestações culturais e sociais do Estado e que fazem parte da tradição do carnaval pernambucano. Ao todo são 11 modalidades que participam do concurso: Troças Carnavalescas, Clubes de Frevo, Clubes de Boneco, Blocos de Pau e Corda, Maracatus de Baque Solto, Maracatus de Baque Virado, Caboclinhos, Tribos de Índios, Bois de Carnaval, Ursos (La Ursa) e Escolas de Samba. Serão premiados os primeiros, segundos e terceiros lugares de cada modalidade.

Podem participar agremiações da capital pernambucana ou não, desde que atendam aos requisitos necessários contidos no regulamento. O concurso é composto por quatro categorias: Grupo Especial, Grupo 1, Grupo 2 e Grupo de Acesso. As Agremiações inscritas se apresentarão nos locais definidos pela Coordenação do Concurso, em dia e hora estabelecidos através de sorteio.

Confira abaixo o calendário de inscrições, por tipo de agremiação:
- Terça-feira dia 13/10 - Afoxés, Escolas de Samba, Blocos Afros e Blocos de Samba;
- Quarta-feira dia 14/10 - Índios, e Blocos de Pau e Corda;
- Quinta-feira dia 15/10 - Troças Carnavalescas e Maracatus de Baque Virado;
- Sexta-feira dia 16/10 - Clubes de Frevo e Clubes de Boneco;
- Segunda -feira dia 19/10 - Caboclinhos;
- Terça-feira - dia 20/10 - Maracatus de Baque Solto;
- Quarta-feira dia 21/10 - Bois e Ursos;
- Quinta-feira e sexta-feira dias 22 e 23/10 - Para sanar pendências.

Serviço:
Inscrições de agremiações para o Concurso de Agremiações Carnavalescas do Carnaval 2016 do Recife
De 13 a 23 de outubro, das 8h às 16h
Núcleo de Cultura Cidadã, Casa 39 - Pátio de São Pedro
Informações: 3355.4601

Regulamento na Casa 39 ou ainda pelo site: www.recife.pe.gov.br

Banda Sinfônica do Recife apresenta abertura da Ópera Fidelio

Foto: Andréa Rêgo Barros / PCR

8º Concerto de 2015 traz ainda Ivan Lins e Clóvis Pereira no programa

A Banda Sinfônica da Cidade do Recife – BSCR realiza nesta quarta-feira, dia 14 de outubro, o 8º Concerto Oficial da Temporada 2015, sob o comando do maestro Nenéu Liberalquino. A partir das 20h, o público que for ao Teatro de Santa Isabel, no bairro de Santo Antônio, vai poder acompanhar um repertório que navegará da ópera à música popular brasileira. Os ingressos, gratuitos, poderão ser retirados uma hora antes na portaria do teatro.

Abrindo a noite, a BSCR executa a Abertura da Ópera Fidelio, de autoria de Beethoven. Esta é a única obra teatral do compositor alemão, tendo sido baseada nas memórias dele sobre os acontecimentos ocorridos na França, quando atuava como promotor público do Tribunal Revolucionário de Tours. A obra fala da luta contra a tirania e a busca pela justiça e a liberdade, tendo sido executada pela primeira vez em 1805, em Viena, na Áustria.

Em seguida, o público vai poder conhecer Pavane for a Dead Princess, composição de Maurice Ravel. Saindo dos compositores clássicos e indo para os brasileiros, a BSCR toca um clássico de Ivan Lins e Vitor Martins, Novo Tempo, seguido de Na Glória, de Ary dos Santos e Raul de Barros. Aqui, o solo do trombone ficará a cargo do músico Nilsinho Amarante. Ainda dentro do repertório de grandes compositores nacionais está a música Ponta de Lança, de autoria do maestro pernambucano Clóvis Pereira.

O concerto prossegue com a execução da Classic Duke, com composições de Duke Ellington. E fechando a programação, o maestro Nenéu Liberalquino conduz os músicos da banda na execução da Music from Carmina Burana, de autoria de Carl Orff. Os ingressos para o 8º Concerto Oficial da Banda Sinfônica da Cidade do Recife, no Teatro de Santa Isabel, devem ser retirados na bilheteria do equipamento a partir das 19h.

Serviço:
8º Concerto Oficial da Banda Sinfônica da Cidade do Recife
Quarta-feira, 14 de outubro
20h
Teatro de Santa Isabel, Praça da República, s/n, Bairro de Santo Antônio, Recife.
Gratuito
Ingressos devem ser retirados na bilheteria do teatro a partir das 19h.
Informações: 3355.3324/3322

Luiz Caldas, Del Rey e Academia da Berlinda comandam terceira edição do Bailinho Oktoberfest no Recife

Luiz Caldas / Foto: Marcos Alberte
A versão recifense da maior e mais tradicional festa alemã, a Oktoberfest, vai reunir atrações de peso no cenário musical fazendo uma verdadeira mistura de ritmos: Luiz Caldas, Bandas Del Rey e Academia da Berlinda, e os DJs 440 e Renato da Mata. Além dos shows, a balada vai contar com comidas típicas, concurso chopp metro e brincadeiras temáticas. O agito rola nesta sexta-feita, 16 de outubro, a partir das 21h, no Baile Perfumado.

A atração mais esperada da festa, que se apresenta pela primeira vez no Bailinho, é o cantor Luiz Caldas. Considerado como o Pai do Axé, o baiano vai trazer para o Recife o show em homenagem aos 30 anos do ritmo baiano. Caldas, aliás, promete um show muito variado já que o músico está desde 2014 lançando um álbum por mês sempre com temáticas distintas e músicas inéditas. Há discos com canções no ritmo da MPB, Bossa Nova, Country, Pop Rock, Rock, Samba, Salsa, Lambada, Reggae, Forró, Afro-baiano, Chula (gênero musical de Portugal), Frevo, Tango e até Heavy Metal. Mas, claro que os sucessos consagrados como “Haja Amor”, “Tieta”, “Fricote” e “Canto para o Senegal” não ficarão fora do repertório da noite.

A banda pernambucana Del Rey, formada pelo cantor China e integrantes da banda Mombojó, já é conhecida dos recifenses pelas releituras das músicas dos reis Roberto e Erasmo Carlos. Agora, o grupo traz um show diferente que vai homenagear os 50 anos da jovem guarda. O repertório da apresentação vai incluir também grandes hits do movimento que agitou o Brasil nos anos 60. Versões de clássicos que fizeram muito sucesso na época, como “Pobre Menina”, “O caderninho”, “Devolva-me” e “Eu não presto, mas eu te amo”, estão no setlist da noite que promete fazer uma viagem no tempo.


Outra atração escalada para agitar o Bailinho é a Academia da Berlinda. A banda surgiu em 2004, formada por músicos que já se destacavam da cena musical pernambucana em grupos como Eddie, Mundo Livre S/A e Orquestra Contemporânea de Olinda. Alexandre Urêa, Tiné e sua turma investem na característica dançante dos ritmos caribenhos, passando pelo carimbó, rumba, cumbia, merengue e guaracha. No repertório estão canções como "Fui humilhado" e "Bem melhor". Quem completa o line upda noite são os DJs 440 e Renato da Mata, que vão tomar conta das picapes para ninguém ficar parado.

O Bailinho Oktoberfest chega a sua terceira edição de sucesso, sendo realizado sempre no mês de outubro, assim como a original festa alemã que acontece na cidade de Blumenau (SC). Além dos shows, a balada conta ainda com comidas típicas da Alemanha, concurso chopp metro, decoração e brincadeiras temáticas. Os ingressos custam R$40 (meia-entrada), R$50 (inteira social + 1kg de alimento não perecível) e R$80 (inteira); À venda nas lojas Avesso, Chillibeans, Creperia de Olinda e no site Eventick. Também há a opção das mesas, no valor de R$280, que dá direito a 4 ingressos, visão privilegiada, bar e banheiros exclusivos, garçons e acesso à pista.

Serviço:
Bailinho Oktoberfest - Luiz Caldas, Del Rey, Academia da Berlinda, DJs 440 e Renato da Mata
Sexta-feira, 16 de outubro, 21h
Baile Perfumado - Rua Carlos Gomes, 390 - Prado
Ingressos: R$40 (meia-entrada), R$50 (inteira social + 1kg de alimento não perecível) e R$80 (inteira); À venda nas lojas Avesso e Chillibeans, Creperiade Olinda e no site Eventick. Mesas: R$280 (4 pessoas com direito à visão privilegiada, bar e banheiros exclusivos, garçons e acesso à pista).
Informações:(81) 3314.5106

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Xangai e Maciel Melo em duas noites inéditas no Manhattan

Xangai
Xangai e Maciel Melo, dois grandes nomes da cantoria popular brasileira, sobem ao palco do Manhattan Café Theatro dentro do projeto “Poetas Cantadores”, nos próximos dias 15 e 16. Dividindo o mesmo paçco eles cantaram os maiores sucessos da carreira fazendo uma noite inesquesível de cantoria popular no Recife.

Maciel Melo, cantor do autêntico forró pé de serra, já teve composições de sua autoria gravadas por Fagner, Elba Ramalho, Dominguinhos, Petrucio Amorim, além de Xangai, com que irá se apresentar. Maciel que participou de diversos festivais, entre eles, o Canta Nordeste, promovido pela emissora Globo, em 1995, onde conquistou o primeiro lugar com a canção Meninos do Sertão, em parceria com Petrucio Amorim e o Recifrevo, organizado pela TV Jornal do Commércio.

Filho e neto de sanfoneiros, Eugênio Avelino nasceu no sertão baiano. Conhecido popularmente por Xangai, apelido originado do nome da sorveteria a quem seu pai era proprietário, o artista começou sua carreira bem cedo. Além de cantar, compõe músicas e toca violino. Um de seus últimos trabalhos é o CD “Cantoria de Festa”. O trabalho é um apanhado das músicas sertanejas.

Serviço:
o que:
Quando:Quinta (15/10) e Sexta (16/10), a partir das 21h
Onde: Manhattan Café-Theatro
Rua Francisco da Cunha, 881, em Boa Viagem.
Ingressos: R$ 80 (Quinta) e R$ 100 (Sexta)
Informações e reservas pelo fone 3325-3372 ou 8758-6466.

Musical infantil “A Arca de Noé” será apresentado no Teatro Boa Vista

As comemorações da Semana da Criança no Recife ganham uma atração de peso, que vai levar pequenos e adultos ao mundo da fantasia. O Instituto de Música Dom da Paz, projeto social da Arquidiocese de Olinda e Recife que celebra um ano de atividades, apresenta o espetáculo “A Arca de Noé”, inspirado na obra homônima de Vinícius de Moraes. O musical terá apresentação única na quarta-feira (14/10), no Teatro Boa Vista, às 19h30.

Foto Leandro Lima
Primeira grande produção do Instituto, o musical juntará músicos profissionais e 34 crianças entre 4 e 12 anos que recebem aulas de música gratuitas e integram o coro infantil do projeto social. Juntos, eles vão dançar, atuar e cantar num espetáculo inspirado no disco “A Arca de Noé”, sucesso produzido por Vinícius de Moraes e Toquinho e lançado em 1980.

Segundo Aline Lima, coordenadora pedagógica do Instituto e diretora do espetáculo, a produção foi feita totalmente por artistas pernambucanos ao longo de três meses. O espetáculo conta, ao todo, com um elenco de 41 atores-cantores e 7 músicos, que farão uma releitura teatral de 13 canções memoráveis, entre elas “A Casa”, “O Pato” e “Valsa Para Uma Menininha”. “Queremos tanto apresentar esse espetáculo a crianças da nova geração como também fazer os adultos reviverem esse sucesso musical dos anos 1980”, explica ela.

Além de celebrar o aniversário da entidade, o musical também inaugura a agenda de grandes apresentações anuais do Instituto. De acordo com a diretora, a intenção é que os beneficiários sejam protagonistas de espetáculos musicais na cidade sempre no segundo semestre de cada ano. “Desde julho temos nos preparado intensamente para comemorar o primeiro ano de vida do Instituto. Pretendemos fazer disso uma tradição, comemorando o aniversário da entidade a cada ano e apresentando a evolução de nossos alunos no aprendizado artístico”, conta Aline.

A entrada do espetáculo tem o valor simbólico de 1kg de alimento não perecível por pessoa. Os mantimentos serão recolhidos pela Comunidade dos Viventes, entidade religiosa que se encarregará de distribuí-los nas instituições de caridade do Grande Recife.

Serviços:
O que: Musical “A Arca de Noé”
Quando: 14 de outubro às 19h30
Onde: Teatro Boa Vista
Rua Dom Bosco, 551, Bairro da Boa Vista
Entrada: 1kg de alimento não perecível (os mantimentos devem ser trocados por ingressos na bilheteria do teatro, a partir das 17h30 do dia 14)
Mais informações: 2199.5961 / 3241.1877


sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Feriadão tem programação musical no Recife Antigo

Banda Três Tons será uma das atrações
Foto: divulgação
Para quem não vai viajar nesse feriadão, a Virada Musical do Sushi Digital já se tornou escolha certa para os frequentadores da Rua da Moeda. Com 12 horas de shows por noite, o evento já figura entre os mais disputados nos fins de semana estendidos por datas comemorativas. Nesta 3a edição, apresentações dedicadas Às crianças no domingo (11). O cantor Deco Moraes promete repertório de Tom Jobim e Vinicius de Moraes especial para os pequenos.  A entrada é gratuita e o bar não cobra couvert. 

Programação:
Sexta, 9 de outubro
8h às 6h
- Cover de Raul Seixas e Zé Ramalho (com Toninho de Olinda)
- Banda Nara
- Cadillac 65

Sábado, 10 de outubro
18h às 6h
- Três tons
- Drs da Noite
- Banda Nara

Domingo, 11 de outubro
a partir das 16h
- Deco Moraes canta Tom e Vinicius para crianças

Serviço:
Virada Musical
Sushi Digital - Rua da Moeda - Bairro do Recife
9 a 11 de outubro
Gratuito

Final de semana com programação do Palco Giratório

As três irmãs / Foto: divulgação
O projeto Palco Giratório volta ao Recife em outubro com o espetáculo As Três Irmãs, da Companhia Traço de Teatro (SC), um intercâmbio com o grupo pernambucano Fiandeiros, e uma oficina.
 
A programação tem início neste final de semana com o grupo pernambucano Fiandeiros, que se apresenta em seu próprio espaço, no bairro da Boa Vista, no sábado (10) e domingo (11), sempre às 19h, com o espetáculo Caliban, um olhar sobre a tempestade. A direção de Marianne Consentino. O ator André Filho , que desde 2003 é um dos fundadores da Companhia, sobe ao palco com um enredo que traz um personagem meio homem e meio mostro que habita uma ilha deserta e é escravizado por um duque. A entrada é franca. O espaço tem capacidade para 60 pessoas.
 
De terça (13) a sexta-feira (16), será realizado um intercâmbio entre o grupo pernambucano com a Companhia Traço de Teatro, de Santa Catarina, resultando em um curso de técnica de palhaço com inscrições abertas ao público. São oferecidas 10 vagas gratuitas. As aulas acontecem no turno da manhã e tarde. Ao todo, serão 30h/aula. As informações são através do telefone (81). 3216.1728.
 
Já nos dias 17 e 18, a Companhia Traço de Teatro sobe ao palco do Marco Camarotti, no Sesc Santo Amaro, com o espetáculo As Três Irmãs, às 19h. O elenco é formado pelas atrizes Débora de Matos, Greice Miotello e Paula Bittecourt. A peça tem duração de 80 minutos e traz a história das irmãs Olga, Maria e Irina que desejam retornar à cidade natal, de onde saíram há onze anos com o pai, um general. O enredo é formado pela exposição dos conflitos que se estabelecem entre o plano da vida material (o cotidiano) e o plano espiritual (a eternidade).

O espetáculo faz uma abordagem do texto clássico do dramaturgo russo Anton Tchékhov, a partir da técnica de palhaçaria. A classificação etária é a partir dos 12 anos. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) e podem ser adquiridos na bilheteria do teatro nos dias das apresentações.

Serviço:
Palco Giratório Pernambuco
Caliban, um olhar sobre a tempestade (PE)
Local: Espaço Cultural Fiandeiros – Rua Matriz, n° 40 – Boa Vista
Horário: 19h
Entrada gratuita

As Três Irmãs, da Cia Traço de Teatro (SC)
Local: Teatro Marco Camarotti - Sesc Santo Amaro
Dias: 17 e 18 de outubro
Horário: 19h
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

Oficina de Palhaçaria
De 13 a 16 de outubro
Espaço Cultural Fiandeiros – Rua Matriz, n° 40 – Boa Vista
Inscrições gratuitas
Informações: (81) 3216.1728
10 vagas

Feriadão com Ciclofaixa em dobro

Neste domingo (11) e segunda (12), a Ciclofaixa de Turismo e Lazer do Recife estará à disposição, passando por mais de 30 bairros

Quem quiser aproveitar o feriadão de forma saudável já pode comemorar. A Ciclofaixa de Turismo e Lazer do Recife estará à disposição e em dobro, funcionando no domingo (11) e segunda-feira (12), feriado nacional de Nossa Senhora Aparecida. Esta é uma boa oportunidade para aproveitar também o Dia das Crianças e colocar os pequenos para pedalar e conhecer a cidade por uma perspectiva diferenciada.

E já a partir deste domingo, a ciclofaixa terá uma mudança permanente num pequeno trecho da rota norte. Agora, quem passar pela Ponte Princesa Isabel, vai seguir pela Rua da Aurora, chegando à Avenida Mario Melo por um trecho menos sinuoso e mais seguro para o ciclista. Com a mudança, fica extinto o trecho que passava pela Rua da Saudade.

Deixando o marasmo de lado, na ciclofaixa é possível passear por um percurso privilegiado, passando por atrativos turísticos da cidade. O trajeto que passa por mais de 30 bairros da cidade, interligando três rotas ao Marco Zero, no Recife Antigo. Das 7h às 16h, são dispostos 36,5 quilômetros que passam pelos principais pontos turísticos da cidade. Desde março de 2013, a Ciclofaixa de Turismo e Lazer tem a proposta de garantir a utilização dos espaços públicos para a promoção de atividades esportivas e de lazer, melhorando a qualidade de vida das pessoas.

Passear pela ciclofaixa é garantia conhecer a cidade sob outra perspectiva, por um percurso privilegiado, passando por diversos pontos turísticos como mercados, museus, praças e parques da cidade. De acordo com a última pesquisa de satisfação realizada, cerca de 20 mil pessoas pedalam a cada edição da ciclofaixa.

Olha! Recife
Em decorrência do feriado desta segunda-feira (12), Dia de Nossa Senhora Aparecida, não haverá passeios do Olha! Recife neste fim de semana, dias 10 e 11 de outubro. A decisão foi tomada pela Secretaria de Turismo e Lazer do Recife para evitar os corriqueiros números de faltosos durante feriadões. Na próxima semana, o projeto funcionará normalmente, oferecendo tours gratuitos, com acompanhamento de guias de turismo, nos quatro segmentos: de catamarã, a pé, de ônibus e de bicicleta.