terça-feira, 30 de abril de 2013

Helder & Rodrigo na Festa do Trabalhador de Lagoa de Itaenga


A dupla sertaneja Helder & Rodrigo está fazendo shows por todo Estado de Pernambuco. Desta vez, a parada será a cidade Lagoa de Itaenga, com show gratuito, nesta quarta-feira (1), às 22h, no Dia do Trabalho, na praça pública do município. No repertório, sucessos da dupla, os últimos lançamentos, como “Bebendo e Amando”, além de baladas dançantes e românticas. 

Cine PE: a produção de cinema no País e homenagem ao Cineasta dos Vencidos


                                                                                                 
Silvio Tendler. Foto: Guilherme Menezes
A coletiva do Cine PE, que ocorreu na manhã desta segunda-feira (29), no Hotel Internacional Palace, foi realizada com os diretores que participaram da programação do domingo (28), passando pelas categorias: curta – metragem, longa – metragem e grande homenageado. A conversa foi como um panorama do cinema alternativo, com a presença de diretores iniciantes e de longa história, e discussões que envolveram das produções mais leves àquelas que tratam sobre temas graves, como a ditadura.  

O evento começou com os autores dos curtas George Damiani (Cadê meu Rango), Evandro Rogers (O Contratadores), Amir Admoni (Linear), Jo Serfaty e Mariana Kaufman (Confete) e a única pernambucana, Sandra Ribeiro (Yara); só estiveram ausentes, Marcos Carvalho e Edineia Campos, de Entre, Lua, a Casa é Sua.  Os diretores  comentaram como era participar do Cine PE e responderam sobre como era fazer cinema em cada uma de suas regiões. Sobre o questionamento de qual é o espaço para o cinema alternativo no País, os entrevistados foram unânimes na resposta: os festivais. Disseram também que as produções, na maior parte das vezes, acabavam saindo do próprio bolso e que deveria haver mais espaço em outras áreas, como na TV. Damiani, diretor do curta de animação Cadê meu Rango, sua primeira obra e também seu projeto de conclusão de curso, comenta: “Cine PE é um dos maiores festivais de cinema do País e é ótimo participar do evento pela valorização da sua obra, conceitual e publicamente. Outra coisa que eu gostei foi que consideram animação como filme, não há muito essa divisão no festival”.

Depois da conversa com os diretores dos curtas, foi a vez do Celso Sabadin e companheiros de equipe entrarem para defender o longa – metragem / documentário, Mazzaropi. Defender num sentido mais literal da palavra, porque foi o momento em que mais críticos entraram e fizeram várias observações ao filme, as quais Sabadin as tomou de bom grado e explicou que era seu primeiro trabalho no cinema e que, por isso, toda crítica era bem-vinda. Por outro lado, os presentes elogiaram a forma de informações que poderiam ser dadas como invasivas, por exemplo, a homossexualidade de Mazzaropi, que foi transmitida com naturalidade e de forma muito humana. “Já houve vários projetos de conclusão de curso falando sobre o diretor humorista, livros e outras produções que falam do Mazzaropi, algumas até muito boas. Porém, eu sentia falta de uma produção em cinema falando sobre este sujeito, que é tão significativo no cinema brasileiro. Eu quis preencher essa lacuna.” O momento também foi propício para debater sobre o humor de hoje em relação ao que Mazzaropi fazia, ou seja, ele tocava em vários pontos sociais na figura de um caipira.

Ao fim da programação, o Grande Homenageado do domingo, Silvio Tendler, diretor também conhecido como o Cineasta dos Vencidos, entra de cadeira de rodas trazendo um ar de respeito e comoção aos presentes. O diretor detentor das três maiores bilheterias de documentários na história do cinema brasileiro (O Mundo Mágico dos Trapalhões com 1 milhão e 800 mil espectadores,  Jango com 1 milhão de espectadores e Anos JK  com 800 mil espectadores),  finaliza falando sobre suas experiências fazendo documentários polêmicos ainda em período de ditadura e sobre sua visão em relação ao momento atual do cinema brasileiro. “A contabilidade de audiência deveria ser em todas as esferas; seja na internet, em exibições na periferia, cineclubes, tudo. Os cinemas que são contabilizados são, na maior parte, os que estão nos shoppings. Então, o público que se encontra nesses locais não é exatamente aquele interessado em cinema político ou cinema de arte. Acho que o melhor do cinema brasileiro hoje está sendo apresentado em exposições na periferia e nos festivais.”

Programação do Festival de Quadrilhas Juninas já está definida

Sorteio Ordem das Quadrilhas. Foto: Inaldo Lins/PCR

A ordem das apresentações dos inscritos no 29º Festival de Quadrilhas Juninas – Categoria Adulta e no 15º Festival de Quadrilhas Juninas – Categoria Infantil foi sorteada nesta segunda-feira (29), no auditório Capiba, no 15º andar da Prefeitura do Recife. As inscrições ocorreram entre os dias 22 e 26 de abril. Foram 13 quadrilhas na modalidade infantil e 44 na categoria adulto - 24 no Grupo 1 e 20 no Grupo 2. Os Festivais de Quadrilhas Juninas, promovidos pela Prefeitura do Recife, têm por finalidade valorizar e incentivar a manifestação cultural característica do São João do Nordeste, e distribuirá um montante de R$ 100,9 mil em premiações para as melhores apresentações.

As eliminatórias da categoria adulto acontecerão nos dias 22 e 23 de junho, a partir das 19h, nos bairros de Casa Amarela, Peixinhos San Martin, e Ibura/UR-2. E a final nos dias 27, 28 e 29 de junho, no Sítio Trindade. Ao todo, 24 quadrilhas dos Grupos 1 e 2 serão selecionadas para a final. Cada grupo de dança classificado receberá prêmios de R$ 1.700 (Grupo 1) e R$ 1.250 (Grupo 2). Além de receberem troféus pelas evoluções, as cinco quadrilhas vencedoras dos Grupos 1 e 2 serão contempladas com prêmios que totalizam R$ 43,9 mil.

Já na modalidade infantil, as eliminatórias serão realizadas nos dias 9 e 16 de junho, a partir das 15h, no Sítio Trindade. Cinco quadrilhas serão selecionadas para a final, marcada para ocorrer no mesmo local, no dia 24 de junho, a partir das 15h. Os grupos de dança classificados serão contemplados com R$ 1,5 mil, cada. Os jovens ganhadores também receberão troféus e a premiação de R$ 5 mil para a 1ª colocação, R$ 3,5 mil para a 2ª, R$ 2,5 mil para a 3ª, R$ 2 mil para a 4ª e R$ 1,5 mil para a 5ª.

Confira abaixo a programação completa dos Festivais de Quadrilhas Juninas:

1º de Maio também é dia de Ciclofaixa


Os recifenses poderão comemorar o Dia do Trabalho pedalando. A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo e Lazer e também da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano, vai montar o percurso que liga Zona Norte à Zona Sul do Recife, com o marco Zero como ponto de convergência. O trajeto estará devidamente montado para funcionar das 7h às 16h.

Além de ser uma prática saudável, a Ciclofaixa de Turismo e Lazer é um momento para reunir toda a família ou amigos. É também uma ótima oportunidade de conhecer melhor a cidade e ver aquilo que nem sempre é perceptível de dentro de um automóvel. Quem ainda não adquiriu bicicleta, pode se cadastrar no site www.ciclofaixarecife.com.br e alugar uma para realizar o passeio. O site inclui também informações sobre rotas, apoio mecânico aos ciclistas, além dos diversos pontos turísticos que o passeio proporciona. Foram estabelecidos três pontos de aluguel: Parque da Jaqueira, Recife Antigo e Parque Dona Lindu.

O percurso corta 11 bairros da cidade e garante um passeio incrível. Quem sai da Zona Norte, pode observar o Mercado Público de Casa Amarela, passando pelo Sítio da Trindade, Parque da Jaqueira, Museu do Estado, Câmara Municipal do Recife, Parque Treze de Maio, Faculdade de Direito, Assembleia Legislativa, Teatro Santa Isabel, Palácio do Campo das Princesas, Praça da República, Palácio da Justiça e Central do Artesanato, além do próprio Marco Zero. Na Zona Sul, o roteiro engloba a praia de Boa Viagem, Parque Dona Lindu, Pracinha de Boa Viagem, Cais de Santa Rita e Forte das Cinco Pontas.

Não é permitido estacionar, nos domingos e feriados, no espaço destinado à Ciclofaixa. Os cones que demarcam o percurso começam a ser colocados na madrugada e veículos que estiverem infringindo a norma serão rebocados. A velocidade máxima permitida para carros que circulem em vias que passam a Ciclofaixa é de 40 km/h. Ciclistas devem respeitar a velocidade máxima do percurso que é de 20 km/h.

Dando continuidade à valorização de áreas para prática de atividades de lazer e de esportes, seguirá no mesmo esquema dos últimos domingos o fechamento parcial das avenidas Marquês de Olinda, Rio Branco e Alfredo Lisboa. Essa ação acontece uma hora a mais que a Ciclofaixa de Turismo e Lazer, sendo das 7h às 17h.

TRÂNSITO
A utilização de rotas alternativas deve ser opção para evitar retenção de trânsito. Para quem vem da Zona Sul, o ideal é pegar a Imbiribeira pela Avenida Mascarenhas de Moraes, seguir em frente, sentido Afogados, e dobrar à esquerda no Largo da Paz. Neste ponto, o motorista estará de frente para a Estrada dos Remédios, que tem continuação pela Avenida Visconde de Albuquerque e Rua José Bonifácio. Desta forma, o motorista já pode ter acesso à Jaqueira, Parnamirim, Aflitos, Rosarinho e demais bairros da Zona Norte.

Cine É Proibido Cochilar anuncia programação de curtas para o mês de maio


No próximo dia 8 de maio, o Cine É Proibido Cochilar, iniciativa da Representação Regional Nordeste, dará início à sua nova programação, repleta de curtas que dialogam com as mais diversas expressões culturais de Pernambuco. O primeiro filme a ser exibido é “Festa da Lavadeira – Sou do povo, sou da festa”, dirigido por Teta Barbosa. O vídeo, com roteiro de Amin Stepple, apresenta registros artísticos e religiosos dessa manifestação cultural que ocorre todo 1º de maio, desde 1987. A obra foca na importância de se preservar e valorizar as culturas populares, mostrando depoimentos de moradores da Praia do Paiva, região onde a festa era realizada.

O filme foi realizado com o patrocínio da Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura (SID/MinC), através do Fundo Nacional de Cultura (FNC). Já a Festa da Lavadeira está entre os selecionados do Prêmio Culturas Populares 2007 – Edição Mestre Duda – 100 Anos de Frevo desenvolvido pela SID/MinC. Também foi reconhecida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan/MinC) como o melhor projeto da Região Nordeste para a divulgação e difusão da Cultura Popular. As sessões do Cine É Proibido Cochilar agora acontecem sempre às 19h, das quartas-feiras, no prédio da Representação Regional Nordeste, no Bairro do Recife.

Serviço:
Quartas de Maio no Cine É Proibido Cochilar
Auditório da Representação Regional Nordeste
Rua do Bom Jesus, 237, Bairro do Recife - Recife
Informações: (81) 3117-8439 | 3117-8460

Aulas de violão e instrumentos de percussão no Projeto Mallêt


Feriado com diversão e ação social em prol dos atingidos pela seca


O sofrimento dos sertanejos que sofrem os efeitos da seca sensibilizou o ator e autor teatral Alexandre Camilo (Santos/SP), que, com o violonista Henrique neves, apresentará o espetáculo teatral Invenção de Palavras, no feriado do dia do trabalhador nesta quarta-feira (1º de maio), no Teatro Beberibe (Centro de Convenções/Olinda), às 19h30. A entrada será dois quilos de alimentos não perecíveis. Os alimentos arrecadados serão destinados à campanha de combate à seca e distribuídos com moradores do Sertão.

“É uma forma de contribuir, com a minha arte, para diminuir o sofrimento dos que estão necessitados. Esse espetáculo fala dos bons sentimentos e das ações que devem ser geradas dos nossos propósitos. Então, que bom será que renda frutos aos que assistirem e que estarão também dando assistência material, através da doação dos alimentos, aos nossos irmãos sertanejos”, comentou Camilo. A encenação leva ao palco histórias da tradição oral. Camilo trabalha com trocadilhos, parlendas e muita interação com o público, para falar sobre o papel da palavra nos dias de hoje.

A proposta é estimular o publico a refletir sobre a importância da palavra, da amizade, do afeto e da convivência fraternal. “É um espetáculo onde a palavra é o impulsionador do imaginário”, comenta.   

Alexandre Camilo é formado em Artes Cênicas, pós-graduado em Teatro Brasileiro e Dramaturgo, ator e diretor teatral, com forte atuação em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. O espetáculo Invenção de Palavras tem montagens contínuas desde o ano de 2008.

Serviço:
Espetáculo Teatral Invenção de Palavras
Local: Teatro Beberibe – Centro de Convenções de PE
Dia 1º de maio – 19h30
Entrada franca (levar 02 quilos de alimentos não perecíveis)
Informações: (81) 9127-0179 (Franci Palhano)

Dança Forró do Recife chega a sua 4ª edição com força total

Christian Douglas. Foto: Divulgação

O projeto Dança Forró do Recife chega a sua 4ª edição com força total. Como todo ano, o projeto apóia uma instituição, este ano o GAC (Grupo de Apoio a Criança Carente Com Câncer) será contemplado por este projeto que fará doação de alimentos não perecíveis arrecadados no ato da inscrição dos alunos, realizado pelo coreógrafo Christian Douglas que também ministra as aulas de forró no projeto. “Quem participa das aulas além de aprender a dançar forró, faz uma ação solidária”, comenta Christian.

Homens e mulheres de todas as idades podem participar do evento e não precisam ter seu par, o Dança Forró do Recife oferece monitores capacitados para aqueles que não têm par certo. Além das moças e rapazes que monitoram nas aulas aqueles que não têm par, o projeto este ano conta com mais dois casais de bailarinos profissionais que funcionam como instrutores nas aulas. Todo este planejamento e programação foram desenvolvidos para que o aluno (a) finalize os cincos dias de curso com repertório vasto de movimentos de forró, que dará inveja a qualquer um.

O Ibiza Club, localizado ao interno do Clube Internacional do Recife, foi o local escolhido pela a organização do evento. De fácil acesso oferece estacionamento amplo, segurança e climatização. Os alunos da oficina além de receber certificado ao término do curso poderão conferir na prática, o que aprenderam durante as aulas, isso porque cada aluno receberá um par de convites para curtir os shows de forró, realizados no Ibiza, nos dias 25 e 26 de maio de 2013. O 4° Dança Forró do Recife é uma realização de Christian Douglas em parceria com empresas privadas.

Serviços:
       Ibiza Club
       Rua Benfica, 505, Madalena, Recife (Ao Interno do Clube Internacional)
De 20 à 24 de maio de 2013
1ª Turma – 19h30 às 20h30
2ª Turma – 20h30 às 21h30
Investimento: Individual R$ 50 + 1 Kg de alimento não perecível / Casal R$ 75 + 2 Kg de alimento não perecíveis.

Jogo Coreográfico no Teatro Arraial


Senhora de Engenho Entre a Cruz e a Torá será encenada em Camaragibe


A peça "Senhora de Engenho Entre a Cruz e a Torá" será apresentada no dia 13 de maio (segunda-feira), às 20h, com entrada gratuita, no Pátio Externo da Casa Grande do Engenho Camaragibe, Av. Belmino Correa, s/n, Centro, Camaragibe. O espetáculo foi convidado pela Prefeitura de Camaragibe, através da Secretaria de Cultura , para se apresentar na comemoração da Emancipação Política de Camaragibe. Em 13 de maio de 1982, Camaragibe era distrito de São Lourenço da Mata. A montagem é inspirada na vida de Branca Dias, uma judia portuguesa perseguida pela inquisição, que chegou a Pernambuco no século XVI. O local da apresentação da peça é conhecido como "Casarão de Maria Amazonas".

Ficha Técnica:

 Realização: Companhia de Teatro Popular de Camaragibe e dos Produtores
Associados: Juvino Agner, Patricia Assunção e Bernardo Júnior
Encenação, Trilha Sonora e Operação de Luz: Emanuel David D' Lucard
Texto: Míriam Halfim
Assistente da Encenação e Operação de Som: Fabiana Karla de Souza
Direção de Arte: Lupércio Kallabar
Consultoria Religiosa e Histórica: Tânia Kaufman
Preparação Corporal e Coreografia: Anderson Henry
Criação, Pesquisa e Execução do Figurino: Francis de Souza
Adereços: Bernardo Junior
Designer de luz: Geraldo Cosmo
Plano de Maquiagem: Cláudia Alves
Contra-Regras: Naldinho e Edson
Fotografia: Rejane Lucena
Registro e Edição de Vídeo: Sérgio Gusmão
Programação Visual: Emanuel David D' Lucard e Lupércio Kallabar
Elaboração do Projeto: Lúcio Fábio
No Elenco: Alexsandro Alves, André Ramos, Dul Santos, Euclides Farias,
Francis de Souza, Geraldo Cosmo, Gessica Nascimento, Guto Kelevra,
Isabelly Nataly, Lu Forcione, Patricia Assunção e Pedro Dias.

Serviço:
Peça: Senhora de Engenho Entre a Cruz e a Torá
Texto: Míriam Halfim
Local: Pátio Externo da Casa Grande do Engenho Camaragibe, Av. Belmino
Correa, s/n, Centro, Camaragibe.
Dia/Data: 13 de maio (segunda-feira)
Horário: 20h
Entrada: Gratuita
Informações: 9764-4090, 8525-5337, 9771-5864 e 9199-5606

Cine Rosa & Silva apresenta Cabugá e Mundo Livre S/A


Show de lançamento do CD É o baião de Luiz


O cantor Muniz do Arrasta-pé realizará show no dia 26 de maio, no Forró de Arlindo, em homenagem ao mestre Luiz Gonzaga. Mais informações: 9604-4870.

Grupo Mosaico Cultural faz turnê em Pernambuco

Corsários Inversos. Foto: João Dullius

O Grupo Mosaico Cultural, uma das principais companhias de teatro de Porto Alegre (RS), faz pela primeira vez uma turnê pelo Estado de Pernambuco, que ocorre durante o mês de maio. Eles apresentarão o espetáculo Corsários Inversos – Uma Incrível Aventura Pirata, no Parque da Jaqueira, no domingo (5), às 16h. A turnê passa por quatro cidades, com início em Caruaru e terminando com apresentações em Garanhuns e Arcoverde.

O espetáculo Corsários Inversos – Uma Incrível Aventura Pirata, explora elementos da música e da poesia com o objetivo de dar novos sentidos a objetos do cotidiano.Em tempos de guerra e de paz, nascem os piratas Corsários Inversos, que não possuem regras nem pertencem a reis ou a qualquer governo. São desbravadores da poesia e da percepção; navegam pelas almas, caminham pelos becos, sempre criando novos significados para objetos simples do dia a dia. Saqueiam a emoção e a sensibilidade como verdadeiros tesouros para suas trocas. Suas tendas são embarcações, que unidas à poesia do espetáculo, fazem um convite para um novo universo de sensações e imagens materializadas. As apresentações são totalmente gratuitas. O projeto da turnê foi aprovado pelo Prêmio Funarte de Teatro Myruam Muniz de 2012, e conta com o apoio do Ministério da Cultura e da Fundação Nacional de Artes.
Corsários Inversos. Foto: João Dullius

O Grupo Mosaico Cultural, formado pelos atores Rafael Dal’Osto Rossa (Rafa Cambará), Juliano Rossi de Jesus (Ju Cambará) e Fernando Dal’Osto Rossa (Nando Cambará) que também são músicos, bonequeiros e cenógrafos,  é um coletivo de artistas que acreditam na transformação da realidade através da arte.  Eles buscam a beleza multifocal. O belo através da diferença é o cerne criador do Mosaico Cultural, que também investiga o universo do teatro de animação, da música e da poesia, criando uma atmosfera de mundos e emoções. Já foram premiados por trabalhos na cena cultural sul-brasileira, os integrantes do Mosaico Cultural já participaram de grandes festivais pelo Brasil, Europa, Américas Latina e do Norte, como o Fira de Teatre de Titelles de Lleida(Espanha), o Festival Internacional de Teatro de Objetos - FITO (Brasil), o Festival Mondial des Théâtres de Marionnettes (França), entre outros.

Serviço:
Turnê do espetáculo Corsários Inversos – Uma Incrível Aventura Pirata
Horário das apresentações nas quatro cidades 16h
Caruaru 04/05 (sábado). Praça Nossa Senhora do Rosário.
Recife 05/05 (domingo). Parque da Jaqueira
Garanhuns 11/05 (sábado). Espaço Luiz Jardim
Arcoverde 12/05 (domingo). Praça da Bandeira

Recreação Pintando o 17 no Clube 17

O Clube 17 realiza a Recreação Pintando o 17 neste domingo (5), de 11h e 16h, com entrada gratuita. Haverá atividades de pintura e brincadeiras.

Serviço:
Clube 17
Avenida 17 de agosto, 2613 – Casa Forte
3033-1717                     

Lançamento do livro O Filho Renegado de Deus, na Livraria cultura

O livro de Urariano Mota faz uma denúncia e uma longa oração de amor para as mulheres vítimas da opressão cultural e de classes no Brasil. Para o autor, o romance fala para as mulheres violentadas pala opressão social, para toda as mulheres que não são respeitadas como pessoa, mas somente como corpos. E fala também para todos os homens que se encontram deslocados e que não não podem viver numa sociedade tão mutiladora. O livro está à venda na Livraria Cultura. 

Serviço:
Lançamento do Livro O Filho Renegado de Deus
Livraria Cultura
8
2102 4200

CAIXA Cultural apresenta o espetáculo “Quiprocó”


Foto: Divulgação
O espetáculo Quiprocó aborda a cultura brasileira, com seus "tipos" genuínos, sonhos, crenças e costumes. É um espetáculo lúdico, que contempla os espíritos festivo dos brincantes, a inventividade dos contadores de causos e a criatividade da sobrevivência de um povo brasileiro, estabelecendo um paralelo entre alguns arquétipos e o próprio gênero da Commedia Dell'Arte. Num encontro oportunista, três "personagens-tipo" - cada um em sua rotina - tentam saciar seus desejos, utilizando artimanhas de sobrevivência e, num jogo divertido de quiprocós, são deflagrados conflitos dos sentimentos humanos.

Serviço: 
De quarta-feira (1) a sábado (4), às 20h
Classificação livre.
Ingressos: R$ 15 e R$ 7,50 (meia)
Mais informações pelo telefone: (81) 3425-1900.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Alunos da Escola de Frevo participam de oficina de dança havaiana


Nesta segunda-feira (29), 50 alunos da Escola de Frevo Maestro Fernando Borges participarão de uma oficina de Hula, ministrada pela dançarina havaiana Moanalani Beamer. Serão duas turmas, com duração de uma hora de atividades, iniciando às 17h. A bailarina mostrará aos brasileiros a variedade de influências culturais e a complexidade técnica da música típica havaiana, ao tempo em que também terá contato com o passo do Frevo, demonstrado pelos alunos.

Maonalani, acompanhada de Keola Beamer e Jeff Peterson participaram da programação cultural da segunda edição do Recife Antigo de Coração, no Bairro do Recife, neste domingo (28). O grupo está iniciando uma turnê pelo Brasil, através de uma parceria da Embaixada dos Estados Unidos com a Secretaria para Assuntos Educacionais e Culturais do Departamento de Estado dos EUA. Além do Recife, eles passarão por Brasília, Goiânia, Natal, Salvador, Porto Alegre, Curitiba e São Paulo.

A dançarina Moanalani Beamer dança desde criança e se apresentou não só com a dança, mas com cantos e tocando instrumentos de percussão havaianos. Em 2011, se tornou mestre em Hula.

6º Festival de Cinema de Triunfo



A Secretaria de Cultura de Pernambuco e a Fundarpe tornam pública a convocatória para o 6º Festival de Cinema de Triunfo. O evento, acontecerá entre os dias 5 e 10 de agosto de 2013, em Triunfo, no Sertão do Estado. Os interessados em participar do festival poderão se inscrever até o dia 22 de maio. A ficha de inscrição pode ser baixada na página http://www.fundarpe.pe.gov.br/ficha-de-inscricao-6-festival-de-cinema-de-triunfo. O regulamento também pode ser acessoado em: http://www.fundarpe.pe.gov.br/convocatoria-6-festival-de-cinema-de-triunfo ou http://festivaldecinemadetriunfo.blogspot.com.br/2013/04/publicada-convocatoria-para-inscricao.html.

Veja também - sobre o cinema pernambucano:

Sensibilidade e demonstração de afeto masculino são colocadas à prova na sessão do Cineclube Amoeda Digital


A sensibilidade e a demonstração de afeto masculino são colocadas à prova na sessão do Cineclube Amoeda Digital, com a exibição do documentário finlandês Vapor da Vida (2010), dirigido por Joonas Berghäll e Mika Hotakainen. O filme foi selecionado pela realizadora Tuca Siqueira, convidada para o debate após a sessão, que acontece nesta terça-feira (30), a partir das 20h, no Bar Novo Pina, no Bairro do Recife. 

Neste documentário, a nudez é uma metáfora. Para os homens finlandeses as saunas representam muito mais do que os divãs de qualquer terapeuta. É nesse ambiente onde eles se sentem livres para desnudarem suas almas diante da câmera, falarem da vida, da morte, da amizade, dos amores e das desilusões. A entrada é gratuita.

Serviço:
CC Amoeda Digital exibe “Vapor da Vida” (Miesten Vuoro)
Nesta terça-feira (30), 20h
Convidada: Tuca Siqueira
Bar Novo Pina (Terraço da Moeda)
Rua da Moeda, s/n, Bairro do Recife
Entrada gratuita          

Encontro recebe Pedro Américo de Farias

Foto: Divulgação

A Arte Plural Galeria dá continuidade ao Sarau Plural e traz como convidado especial o poeta, escritor e animador cultural Pedro Américo de Farias, nesta terça-feira (30), às 19h. Ele se une aos escritores e jornalistas Homero Fonseca e Marco Polo e ao músico Geraldo Maia em uma noite cheia de literatura e música. A entrada é gratuita.

Na programação do projeto serão lidos textos e poemas de Augusto de Campos, Antônio Neto, Bruno Lins, Décio Pignatari, José Lino Grünewald, José Paulo Paes, Marco Polo e Homero Fonseca. E para compor musicalmente a noite, o público poderá se deliciar com as composições de Caetano Veloso, Chico César, Haroldo de Campos, Gilberto Gil, José Miguel Wisnik e Tom Zé. 

Convidado – Nascido em Ouricuri, Pedro Américo de Farias é licenciado em Letras pela Faculdade de Filosofia do Recife, com pós-graduação em Educação de Adultos pela Universidade Federal da Paraíba. Apesar de não se considerar integrante de nenhum movimento, sua carreira literária está ligada à maioria das manifestações que tiveram repercussão na capital pernambucana, desde a década de 1970. Em sua antiga livraria Reler, abriu espaço para muitos artistas divulgarem seus trabalhos. Como gestor público, foi um dos organizadores do Festival Recifense de Literatura – a Letra e a Voz (edições de 2003 a 2007). Trabalha com oficinas literárias e tem textos avulsos publicados em diversas revistas e periódicos no Brasil e no exterior. Versátil, Pedro escreve e diz poesia, experimenta a prosa de ficção e o ensaio. Entre os livros publicados, estão “Conversas de pedra”, “Picardia” e “Linguaraz”.

Próximas edições – Com uma programação bastante eclética, já estão fechados outros dois encontros para este primeiro semestre: em maio, “A alma encantadora das ruas”, com a poeta Mariane Bigio; em junho, “Grandezas de Pernambuco”, com a professora, atriz e diretora de cinema Luci Alcântara.

Encontro – O Sarau Plural é resultado de uma parceria entre a Arte Plural Galeria e o jornalista e escritor Homero Fonseca. É um recital lítero-musical, aberto ao público, que acontece todas as últimas terças-feiras do mês, com leitura de versos, prosas, poemas, acompanhados de fundo musical. Sempre com a participação de um convidado e um tema específico, o projeto visa integrar literatura e música de maneira descontraída.

Serviço:
Sarau Plural
Com Pedro Américo de Farias, Homero Fonseca, Marco Polo e Geraldo Maia;
Terça, dia 30 de abril, às 19h;
Na Arte Plural Galeria, Rua da Moeda, 140, Bairro do Recife;
Aberto ao público;
Informações: (81) 3424.4431;
P.S.: Recomendado chegar no horário, pois os lugares são limitados.

domingo, 28 de abril de 2013

Véspera de feriado com Felipe & Gabriel e Axé Retrô

Olhares sobre o mundo no CineClube Amoeda


Cine PE: homenagem na segunda noite e debate na manhã deste domingo (28)

Adalberto Piotto fala sobre Orgulho de Ser Brasileiro.
Foto: Gianfrancesco Mello

Na segunda noite do Cine PE – Festival do Audiovisual, que acontece em Olinda, Marieta Severo recebeu o troféu Calunga de Ouro das mãos da amiga Nathália Timberg. “É um momento muito especial na minha vida receber essa homenagem de um festival que tem uma tradição tão grande na história do cinema brasileiro. O cinema fez parte da minha formação”, falou a atriz, emocionada com a reverência do público e com o vídeo produzido pelo Canal Brasil, que fez uma retrospectiva de sua carreira. Ao todo, durante uma semana, o evento exibe 39 filmes (12 longas e 27 curtas), no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções de Pernambuco (Cecon-PE), que tem 2.4 mil lugares. Neste ano, expectativa de público é de 30 mil pessoas.

O filme exibido foi “Vendo ou Alugo”, dirigido por Betse de Paula, com atuações de Marieta, Marcos Palmeira, Nathália Timberg e Silvia Buarque. Elenco e diretora prestigiaram a exibição do longa e também subiram ao palco para falar sobre o filme. Na manhã deste domingo (28), houve coletiva de imprensa, na Sala Itapuama, do Hotel Internacional Palace, em Boa Viagem, sobre o filme “Orgulho de Ser Brasileiro (SP)”, do jornalista Adalberto Piotto. “Desde o projeto inicial, ousei na formatação do filme em tê-lo legendado em mais de quatro línguas estrangeiras: inglês, espanhol, francês e italiano. A discussão sobre o orgulho de ser deste País é entre os brasileiros, mas a expressão do Brasil é internacional”, afirmou.

“Eu consegui ir muito além do que imaginei. Pensei em trinta possíveis personagens e desses, chegamos até aos 16 que estão no documentário. O filme fala de honestidade intelectual. Pensei em pessoas que têm a coragem de expor, verdadeiramente, o que pensam. A minha proposta é mexer com a inquietação das pessoas. Se as pessoas saírem da suas respectivas funções de acomodação, então, conquistei o meu propósito”, explicou Piotto. O filme-documentário será apresentado também em Miami, nos EUA, durante a abertura do evento Focus Brasil, em Fort Lauderdale.

Filme – A partir de uma busca pessoal sobre o que significa ser brasileiro, o diretor Adalberto Piotto realiza uma série de entrevistas com personalidades, que comentam as características do País e sua postura diante dele. Com base nos depoimentos, é questionada a cultura dos brasileiros e próprio momento do País. Entre os entrevistados estão: o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o artista plástico Romero Britto, o técnico de futebol Carlos Alberto Parreira, a geneticista Mayana Zatz, o dramaturgo Gerald Thomas, a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva e o escritor Férrez.

sábado, 27 de abril de 2013

Hidrotela vai expor melhores imagens da missão "Eu Amo Recife" no Instagram


Foto: @guilhermeadvincula
Neste domingo (28), a Prefeitura da Cidade do Recife, por meio da Secretaria de Turismo e Lazer, realiza a exposição de mais de 100 fotos selecionadas na campanha “Eu Amo Recife”, lançada no Instagram no dia 12 de março, data do aniversário de 476 anos do Recife. As fotos serão projetadas em uma hidrotela montada entre o Marco Zero e o Parque de Esculturas de Brennand, no Recife Antigo. A projeção na água também vai expor um conteúdo voltado especialmente para a valorização do Rio Capibaribe.

A demonstração acontecerá durante a segunda edição do Recife Antigo de Coração que transforma o Bairro do Recife em um grande parque para a população. A hidrotela se trata de uma cascata de água de 7,5x12 metros e essa estrutura estará montada no Canal do Porto do Recife, no Marco Zero. O equipamento vai projetar o conteúdo em uma tela formada pela água por meio de bombas potentes. O conteúdo da exposição foi dividido em dois blocos de 20 minutos, totalizando 40 minutos de apresentação. Além das fotos do Instagram, a hidrotela divulgará vídeos da ação “Eu Amo Recife”, clipes de imagens do Recife e material educativo.

Das 18h às 19h, as pessoas poderão se deliciar com os clicks enviados por meio das hashtags #euamorecife01 e #euamorecife02. Na primeira missão, os usuários foram convidados a fotografar o que mais amam na cidade. Nesta etapa, foram compartilhadas 2.257 fotos. Já na segunda missão, iniciada no dia 1º de abril, a ideia era que o usuário fotografasse o que mais ama em seu bairro. Essa etapa contou com 872 fotos compartilhadas. O perfil @euamorecife conta com 16.205 curtidas em fotos e 1.346 seguidores.

O secretário de Turismo e Lazer do Recife, Felipe Carreras, acredita que a iniciativa do Instagram agregou o resgate da autoestima da população. "O recifense abraçou a ideia das ações que estamos promovendo no Instagram, dividindo conosco o olhar de cada um para nossa cidade. O resultado tem sido fantástico, com imagens lindas e que vale muito a pena compartilhar". A população envia fotos com diversos tipos de olhares sobre a cidade com olhares e temas diferenciados.

“Eu Amo Recife”
A campanha educativa “Eu Amo Recife” foi iniciada com sucesso em janeiro deste ano. A partir dela, a Prefeitura do Recife criou a ação no Instagram, onde diferentes objetivos são dados para que os participantes fotografem o seu amor pela cidade. A expectativa é que sejam 20 missões até novembro deste ano. A terceira missão do Instagram já foi lançada com a hashtag #euamorecife03 e o tema é fotografar o amanhecer e o entardecer do Recife. Até o momento já foram compartilhadas 459 fotos.

Redes Sociais “Eu Amo Recife”
Fanpage “EuAmoRecife”: facebook.com/EuAmoRecifeOficial
Instagram “EuAmoRecife”: instagram.com/EuamoRecife

"Não fiz um filme para ser engraçado", diz diretor sobre o longa Giovanni Improtta

Equipe do filme Giovanni Improtta.
Foto: Gianfrancesco Mello

A XVII Edição do Cine PE - Festival do Audiovisual começou nesta sexta-feira (26), em Olinda, com a primeira exibição da comédia Giovanni Improtta, dirigida e protagonizada por José Wilker, que esteve presente ao lado dos atores Milton Gonçalves, Othon Bastos e André Mattos, e dos produtores Cacá Diegues e Renata de Almeida Magalhães. Na manhã deste sábado (27), no Hotel Internacional Palace, o grupo esteve em uma entrevista coletiva para falar do longa. Na ocasião, houve a coletiva do Canal 100, um dos homenageados do evento.

“Comecei a trabalhar como ator aos 13 anos no Recife. Aqui, eu aprendi os primeiros movimentos do meu ofício e, voltar neste momento, é uma espécie de prestação de contas que eu tenho com essa cidade”, pontuou Wilker, durante a abertura do Festival. Para o ator e diretor, acompanhar a exibição do seu longa foi um imenso prazer. “Não fiz um filme para ser engraçado. Essa era a última pretensão. O filme é um registro, com ironia, das mazelas sociais do Brasil.”

O ator Milton Gonçalves acredita que Wilker construiu um personagem que existe no Brasil inteiro. “Esse personagem faz discursos que ninguém ouve, mas que todo mundo finge que entendeu.” Sobre a experiência de dirigir, José Wilker satirizou: “talvez, eu já tenha dirigido vários filmes antes que ninguém tenha percebido. Foi um trabalho enlouquecedor e ao mesmo tempo divertido. Ninguém mandava em mim porque eu era o chefe (risos)”.  

Já o produtor Cacá Diegues explica que Giovanni Improtta é um filme muito inovador. “Esse é um filme de uma modernidade extraordinária, porque é o primeiro filme brasileiro que assume a comédia híbrida. Têm comédias que a gente está falando mal hoje que serão vistas no futuro como as chanchadas dos anos 50. Esse filme, é fundamental na história do cinema brasileiro”, completou.

Giovanni Improtta, como frisou a produtora Renata Diegues, é um personagem que quase todo mundo conhece, pois está no centro do livro “O homem que comprou o Rio”, de Aguinaldo Silva (depois reeditado como “Prendam Giovanni Improtta”), mas se tornou um “felômeno” como par romântico de Suzana Vieira na novela “Senhora do Destino”, em 2004.

Filme – O personagem título vive em um Rio corrupto e amoral, onde o crime e a violência são os únicos meios de se obter qualquer transformação. Ele é um contraventor que deseja ascender socialmente e se legalizar. Para tal, comete algumas infrações. Acaba traído, na mira da mídia e da polícia, sob uma injusta acusação de assassinato difícil de ser resolvida por vias legais. 

Cine PE fomenta Economia Criativa no Recife


O potencial do Recife para desenvolver a Economia Criativa, através da riqueza cultural da cidade foi ressaltado pelo prefeito Geraldo Julio na noite desta sexta-feira (26), na abertura da 17ª edição do Cine PE – Festival do Audiovisual. O evento, que este ano tem como tema Brasil, país do futebol e do cinema, acontece no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções de Pernambuco, até a próxima quinta-feira, 2 de maio.

Salientando a escolha do tema da mostra por unir duas “paixões do brasileiro”, Geraldo Julio falou do impacto que o festival provoca na cultura e na economia da cidade. “O Cine PE mexe com uma coisa muito importante do Recife que é a Economia Criativa, muito ligada à cultura, que é onde está o futuro da economia da nossa cidade. O Recife ferve essa coisa da cultura o tempo inteiro e o Cine PE é uma das coisas que a gente tem de grande destaque no cenário nacional”, argumentou.

Depois de cumprimentar produtores, diretores e cineastas de todo o País na entrada do Festival, o prefeito do Recife ressaltou a importância de se consolidar o evento na cidade: “É um momento muito marcante privilegiar o Cine PE e para que isso continue é preciso firmar esse evento e poder fomentar o audiovisual na nossa cidade, com políticas públicas e com a atuação do setor privado.”

Geraldo foi ao evento acompanhado da primeira-dama do Recife, Cristina Mello, do secretário de Governo e Participação Social, Sileno Guedes, e do presidente da Fundação de Cultura da Cidade do Recife, Roberto Lessa. Na ocasião, eles assistiram à mostra competitiva de curtas-metragens, que exibiu 12h40 (AL), Íris (SP) e Joana (MG), e à exibição do longa Giovanni Improtta (RJ), que marca a estreia do ator José Wilker na direção.

PROGRAMAÇÃO - A programação do Cine PE exibirá 39 filmes, sendo 27 curtas e 12 longas-metragens, em mostras competitivas, especiais, itinerante e mostra infantil, além de promover oficinas profissionalizantes, seminários, entrevistas coletivas e reuniões técnicas. A expectativa de público é de mais de 20 mil pessoas. A programação completa está no site: www.cine-pe.com.br.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Festival "Conte outra vez" aporta na Livraria Jaqueira neste sábado (27)


Era uma vez.... Boa pedida para a criançada! A Livraria Jaqueira recebe a segunda edição do Festival Conte Outra Vez, neste sábado (27), das 9h às 18h. 

Confira a programação:

9h – Contos Daqui e Dacolá – O Tapete Voador – PE;
10h – Retalho de Drummond – Os Tapetes Contadores de Histórias – RJ;
11h – Maletinha de Poesia – Fernanda Melo – PE;
14h – Obax – Fernanda Verçosa – PE
15h – Trecos e Cacarecos – Alicce Oliveira – MT
16h – Pedrinho Pintor – Companhia Quantos Contos – PE
17h – Contos com Origamis – Irene Tanabe – SP
18h – Matulutulu - Cia. Conto em Cantos - SP

** A entrada é uma doação de material de higiene pessoal para o Hospital de Câncer. Informações: 3093-1038.
**** As vagas são limitadas e sujeitas à capacidade do auditório, no dia.

Serviço:
Livraria Jaqueira – Rua Antenor Navarro, 138, Jaqueira
3265- 9455 / ljaqueira@uol.com.br

Recife Antigo de Coração tem show de grupo havaiano


Após da boa receptividade do projeto piloto do Recife Antigo de Coração, a segunda edição acontece neste domingo (28), com uma variada programação cultural, além de polo esportivo e infantil. Entre os destaques das atrações culturais estão o lendário artista havaiano Keola Beamer e o músico Jeff Peterson, que vão se apresentar das 17h às 18h no Marco Zero.

Entre os trabalhos de destaque está a participação na trilha sonora do filme Os Descendentes, estrelado por George Clooney. São três músicas na trilha sonora: Kalena Kai (composta por Keola Beamer e George Winston), Hawaiian Skies (Jeff Peterson) e ‘Imi Au Iá ‘Oe (Keola Beamer).

A dupla está iniciando uma turnê pelo Brasil, através de uma parceria da Embaixada dos Estados Unidos com a Secretaria para Assuntos Educacionais e Culturais do Departamento de Estado dos EUA. Além do Recife, eles passarão por Brasília, Goiânia, Natal, Salvador, Porto Alegre, Curitiba e São Paulo.

A dançarina de Hula Moanalani Beamer acompanhará o grupo para mostrar a dança típica local. O grupo fará apresentações de violão, mostrando aos brasileiros a variedade de influências culturais e a complexidade técnica da música típica havaiana. Durante a turnê, o grupo também ministrará oficinas para jovens da rede pública, de projetos sociais e estudantes de música e dança.

O cantor haviano Keola Beamer é um dos cantores, compositores, arranjadores e mestre da guitarra que mais se destaca nesse estilo musical. O talento brota de cinco gerações de famílias musicais mais ilustres e queridas do Havaí. Keola Beamer – que já venceu vários prêmios de música popular no Havaí - estudou violão clássico e passou a mesclar os tradicionais instrumentos havaianos com ritmos contemporâneos.

Com seu violão, Jeff Peterson produz uma variedade de gêneros musicais, já que estudou jazz e violão clássico em universidade. Peterson já gravou 5 CDs solo. Em 2010, conquistou o prêmio Na Hoku, que é considerado o Grammy havaiano, na categoria Melhor Violão Havaiano. A dançarina Moanalani Beamer dança desde criança e se apresenta não só com a dança, mas com cantos e tocando instrumentos de percussão havaianos. Em 2011, se tornou mestre em Hula no ano de 2011.

Bazar beneficente no Projeto QueroQuero

Foto: Divulgação

No próximo dia 11 de maio, véspera do Dia das Mães, o Projeto QueroQuero promove Bazar Solidário em sua sede, no Coque. Objetos novos e semi-novos, como roupas, sapatos, bolsas, acessórios e outros utensílios, serão vendidos a preços populares. A coordenação do Projeto está recebendo doações de objetos em bom estado de conservação. Quem quiser colaborar, basta entrar em contato pelo (81) 3447-1301 ou enviar e-mail para associacao.bgs@gmail.com, que uma equipe irá pessoalmente recolher o material doado. O QueroQuero, braço social do Sistema Hapvida Saúde, atende 150 crianças e adolescentes com atividades de Arte e Educação. O bazar beneficente das mães será das 08h às 12h, na Av. Martin Luther King, 100, Coque. O dinheiro arrecadado será revertido para as atividades desenvolvidas pelo Projeto na comunidade.

Serviço:
Evento: Bazar Solidário do QueroQuero
Local: Sede do Projeto QueroQuero (Avenida Martin Luther King, 100 – Coque/Recife)
Data: 11/05/2013 (sábado)
Horário: Das 8h às 12h
Informações: (81) 3447-1301

Banda pernambucana Pröjjetö Macabrö fará três shows na Terra da Garoa


Centro Cultural Banco do Nordeste do Brasil e Ministério da Cultura apresentam o VIII Festival da Música Instrumental

Thiago Almeida. Foto: Divulgação

A música instrumental nordestina contemporânea terá lugar garantido no VIII Festival da Música Instrumental, apresentado pelo Ministério da Cultura e o Centro Cultural Banco do Nordeste. Durante seis dias, dez grupos e artistas irão se apresentar, traçando um verdadeiro panorama da produção instrumental do País. O Festival acontecerá nos Centros Culturais do Banco do Nordeste em Sousa (PB) e Juazeiro do Norte (CE) - de 30 de abril a 04 de maio - e em Fortaleza, no Theatro José de Alencar, de 2 a 5 de maio de 2013.

A programação musical será composta por nove bandas/artistas que representarão cada qual um estado do Nordeste e mais um convidado especial, o guitarrista e bandolinista baiano Armandinho. O artista promete um grande show, acompanhado por sua banda completa, e também participa de um bate-papo no CCBNB de Juazeiro do Norte, no dia 01/05, às 17h.

Dentre as atrações, vários instrumentos e estilos dialogam. O grupo A La Sax Quarteto, de Alagoas, mostra que é possível inventar bastante ao som de quatro tipos do instrumento de sopro. Já o Viola de Arame (BA) explora um instrumento pouco comum na construção de melodias: a viola de 10 cordas. A programação diversificada contempla novos músicos e grupos - Thiago Almeida Trio (CE) e Rivotrill (PE) – além de consagrados instrumentistas, como Xisto Medeiros (PB) e Chiquinho França (MA).